Observação: o Google Play usa os elementos <uses-library> declarados no manifesto para filtrar o app dos dispositivos que não atendem aos requisitos da biblioteca. Para mais informações sobre filtragem, consulte o tópico Filtros do Google Play.

sintaxe:
<uses-library
  android:name="string"
  android:required=["true" | "false"] />
contido em:
<application>
descrição:

Especifica uma biblioteca compartilhada que precisa ser vinculada ao aplicativo. Esse elemento instrui o sistema a incluir o código da biblioteca no carregador de classes do pacote.

Todos os pacotes android (como android.app, android.content, android.view e android.widget) estão na biblioteca padrão com que todos os aplicativos são automaticamente vinculados. No entanto, alguns pacotes (como maps) estão em bibliotecas separadas, que não são vinculadas automaticamente. Consulte a documentação dos pacotes que você está usando para determinar qual biblioteca contém o código do pacote.

A ordem das tags <uses-library> é significativa, ela afeta a ordem de resolução e pesquisa de classes quando o aplicativo está sendo carregado. Algumas das bibliotecas podem ter classes duplicadas e, nesse caso, a biblioteca que vem primeiro tem prioridade.

Esse elemento também afeta a instalação do aplicativo em um dispositivo específico e a disponibilidade dele no Google Play:

Instalação
Se este elemento estiver presente e o atributo android:required estiver definido como true, o framework do PackageManager não vai permitir que o usuário instale o aplicativo, a menos que a biblioteca esteja presente no dispositivo do usuário.

O atributo android:required é descrito em detalhes na próxima seção.

atributos:
android:name
O nome da biblioteca. O nome é fornecido pela documentação do pacote que você está usando. Um exemplo é o "android.test.runner", um pacote que contém classes de teste do Android.
android:required
Valor booleano que indica se o aplicativo requer a biblioteca especificada por android:name:
  • "true": o aplicativo não funciona sem esta biblioteca. O sistema não permite o aplicativo em um dispositivo que não tenha a biblioteca.
  • "false": o aplicativo pode usar a biblioteca se ela estiver presente, mas foi projetado para funcionar sem ela, se necessário. O sistema permite que o aplicativo seja instalado, mesmo que a biblioteca não esteja presente. Se você usar "false", vai ser responsável por conferir no momento da execução se a biblioteca está disponível.

    Para consultar se há uma biblioteca, você pode usar a reflexão para determinar se uma classe específica está disponível.

O padrão é "true".

Introduzido em: API de nível 7.

introduzido em:
API de nível 1
veja também: