Atualizações no app

Quando os usuários mantêm seu app atualizado nos próprios dispositivos, eles podem testar novos recursos e aproveitar as melhorias de desempenho e correções de bugs. Embora alguns usuários ativem as atualizações em segundo plano quando o dispositivo está em uma conexão ilimitada, outros podem precisar de um lembrete para instalar atualizações. As atualizações no app são um recurso da biblioteca Play Core, que solicita que os usuários ativos atualizem o app.

O recurso de atualizações no app é compatível com dispositivos que executam o Android 5.0 (API de nível 21) ou mais recente e exige que o app use a biblioteca Play Core versão 1.5.0 ou mais recente. Além disso, as atualizações no app só são compatíveis com dispositivos móveis Android, tablets Android e dispositivos Chrome OS.

Atualizar fluxos

O app pode usar a biblioteca Play Core para oferecer compatibilidade com os seguintes fluxos de UX para atualizações no app:

Atualizações flexíveis

As atualizações flexíveis oferecem download e instalação em segundo plano com monitoramento otimizado do estado. Essa UX é adequada quando é aceitável que o usuário use o app durante o download da atualização. Por exemplo, você pode querer incentivar os usuários a testar um novo recurso que não é essencial para a funcionalidade principal do app.

Figura 1. Um exemplo de fluxo de atualização flexível.

Atualizações imediatas

Atualizações imediatas são fluxos de UX de tela cheia que exigem que o usuário atualize e reinicie o app para continuar a usá-lo. Esse fluxo de UX é ideal para casos em que uma atualização é essencial para a funcionalidade principal do app. Depois que um usuário aceita uma atualização imediata, o Google Play processa a instalação da atualização e a reinicialização do app.

Figura 2. Exemplo de fluxo de atualização imediata.

Compatibilidade com atualizações no app

Aprenda a oferecer compatibilidade com atualizações no app, dependendo do ambiente de desenvolvimento: