O Google tem o compromisso de promover a igualdade racial para as comunidades negras. Saiba como.

Annotation

  
Exponha metadados que ajudam as ferramentas e outros desenvolvedores a entenderem o código do seu app.
Atualização mais recente Versão estável atual Próximo candidato a lançamento Versão Beta Versão Alfa
22 de julho de 2020 1.1.0 - - 1.2.0-alpha01

Declarar dependências

Para adicionar uma dependência a Annotation, é preciso adicionar o repositório Maven do Google ao seu projeto. Leia Repositório Maven do Google para ver mais informações.

Adicione as dependências dos artefatos necessários no arquivo build.gradle para seu app ou módulo:

    dependencies {
        implementation "androidx.annotation:annotation:1.1.0"
        // To use the Java-compatible @Experimental API annotation
        implementation "androidx.annotation:annotation-experimental:1.0.0"
    }
    

Para ver mais informações sobre dependências, consulte Adicionar dependências de compilação.

Feedback

Seu feedback ajuda a melhorar o Jetpack. Avise se você descobrir novos problemas ou tiver ideias para melhorar esta biblioteca. Consulte os problemas existentes nesta biblioteca antes de criar um novo. Adicione seu voto a um problema existente clicando no botão de estrela.

Criar uma nova edição

Consulte a documentação do Issue Tracker para saber mais.

Versão 1.2.0

Versão 1.2.0-alpha01

14 de maio de 2020

androidx.annotation:annotation:1.2.0-alpha01 é lançado. A versão 1.2.0-alpha01 contém essas confirmações (link em inglês).

Novos recursos

  • Anotação @ChecksSdkIntAtLeast adicionada. Isso permite que o AndroidX e os usuários anotem métodos e campos que representam uma verificação SDK_INT. (I89a54, b/120255046)

Annotation-Experimental Versão 1.1.0

Annotation-Experimental Versão 1.1.0-alpha01

22 de julho de 2020

Lançamento do androidx.annotation:annotation-experimental:1.1.0-alpha01. A versão 1.1.0-alpha01 contém essas confirmações.

Novos recursos

  • A biblioteca de anotações Experimental agora está escrita em Kotlin, mas não exige que a biblioteca Kotlin padrão seja incluída como uma dependência. Ela inclui um arquivo do Proguard que permite a remoção de metadados Kotlin desnecessários de projetos que usam apenas a linguagem de programação Java.
  • @UseExperimental agora é compatível com várias classes de marcador (aosp/1185577, b/145137892).

Annotation-Experimental Versão 1.0.0

Annotation-Experimental Versão 1.0.0

7 de novembro de 2019

Lançamento de androidx.annotation:annotation-experimental:1.0.0 e androidx.annotation:annotation-experimental-lint:1.0.0, sem alterações desde 1.0.0-rc01. A versão 1.0.0 contém essas confirmações (link em inglês).

Principais recursos da versão 1.0.0

  • Aplicação baseada em lint da semântica @Experimental do Kotlin no código-fonte Java
  • Anotações Java que fornecem comportamento equivalente às annotations @Experimental e @UseExperimental do Kotlin, sem a necessidade de uma dependência em Kotlin

Annotation-Experimental Versão 1.0.0-rc01

23 de outubro de 2019

Lançamento de androidx.annotation:annotation-experimental:1.0.0-rc01, androidx.annotation:annotation-experimental-lint:1.0.0-rc01 e . A versão 1.0.0-rc01 contém essas confirmações (link em inglês).

Problemas conhecidos

Ao usar a versão estável do Studio 3.5, os avisos do detector lint de uso @Experimental não são exibidos no ambiente de desenvolvimento integrado para usos inválidos do Java de anotação Kotlin @Experimental. Consulte b/140640322 (link em inglês).

Annotation-Experimental Versão 1.0.0-beta01

9 de outubro de 2019

Lançamento de androidx.annotation:annotation-experimental:1.0.0-beta01 e androidx.annotation:annotation-experimental-lint:1.0.0-beta01, sem alterações desde 1.0.0-alpha01. A versão 1.0.0-beta01 contém essas confirmações (link em inglês).

Annotation-Experimental Versão 1.0.0-alpha01

18 de setembro de 2019

Lançamento de androidx.annotation:annotation-experimental:1.0.0-alpha01, androidx.annotation:annotation-experimental-lint:1.0.0-alpha01 e . Essas são as confirmações incluídas no annotation-experimental 1.0.0-alpha01, e essas são as confirmações incluídas no annotation-experimental-lint 1.0.0-alpha01 (links em inglês).

Novos recursos

  • A biblioteca de anotações Jetpack Experimental fornece uma implementação compatível com Java de marcadores de API experimentais (link em inglês) de Kotlin. O artefato -lint fornece uma implementação baseada em Lint de restrições de uso experimentais e impõe restrições no uso de Java dos marcadores de API nativos experimentais de Kotlin.

  • Ao usar o artefato annotation-experimental como uma dependência, as regras de Lint fornecidas pelo artefato annotation-experimental-lint serão aplicadas automaticamente.

Versão 1.1.0

Versão 1.1.0

5 de junho de 2019

androidx.annotation:annotation:1.1.0 é lançado sem mudanças desde 1.0.0-rc01.

Versão 1.1.0-rc01

7 de maio de 2019

Lançamento do androidx.annotation:annotation:1.1.0-rc01 sem alterações do 1.1.0-beta01. As confirmações incluídas nessa versão podem ser encontradas aqui (link em inglês).

Versão 1.1.0-beta01

3 de abril de 2019

Lançamento do androidx.annotation:annotation:1.1.0-beta01. As confirmações incluídas nessa versão podem ser encontradas aqui (link em inglês).

Novos recursos

  • Nova anotação @InspectableProperty para oferecer compatibilidade com as novas APIs de inspeção de visualização adicionadas no Android 10. Essa anotação pode ser aplicada a getters em visualizações ou outros elementos de IU. As ferramentas de geração de código podem usá-la para criar objetos complementares que mapeiam nomes de propriedades e atribuem códigos a valores de propriedades sem a sobrecarga de reflexão.

Mudanças na API

  • Mudança importante: @ContentView foi alterado para uma anotação do construtor, e o valor @LayoutRes foi removido. As classes que querem oferecer compatibilidade com anotações @ContentView precisam adicionar essa anotação a um construtor que usa um parâmetro @LayoutRes int. Isso corrige um problema ao usar essa anotação nos módulos da biblioteca. (b/128352521, link em inglês)

Versão 1.1.0-alpha02

13 de março de 2019

Lançamento do androidx.annotation:annotation:1.1.0-alpha02. A lista completa de confirmações incluídas nessa versão pode ser encontrada neste link.

Novos recursos

  • Novo escopo de restrição da API: RestrictTo.Scope.LIBRARY_GROUP_PREFIX. Ele restringe o uso ao código em pacotes cujos grupos compartilham o mesmo prefixo do grupo de bibliotecas até o último . (ponto final). Por exemplo, como as bibliotecas foo.bar:lib1 e foo.baz:lib2 compartilham o prefixo foo, elas podem usar as APIs uma da outra que estão restritas a esse escopo. Da mesma forma, com.foo.bar:lib1 e com.foo.baz:lib2 compartilham o prefixo com.foo. e podem compartilhar APIs restritas a esse escopo. No entanto, a biblioteca com.bar.qux:lib3 não poderá usar a API restrita porque ela compartilha apenas o prefixo com., e não todos até o último . (ponto final).

Versão 1.1.0-alpha01

30 de janeiro de 2019

Lançamento do androidx.annotation:annotation 1.1.0-alpha01.

Novos recursos

  • Adicionada uma anotação @ContentView que permite indicar qual arquivo XML de layout será inflado. Essa opção é compatível com ComponentActivity na versão 1.0.0-alpha04 e com o Fragment na versão 1.1.0-alpha04, como alternativa ao uso de setContentView()ou à substituição de onCreateView(), respectivamente. (aosp/837619, link em inglês)

Versão 1.0.2

Versão 1.0.2

25 de fevereiro de 2019

Lançamento do androidx.annotation:annotation 1.0.2.

Correções de bugs

  • Corrigidas as regras do R8/ProGuard incorporadas no jar. Elas faziam referência incorreta aos tipos android.support.annotation antigos em vez de androidx.annotation. Observação: isso só teria afetado suas compilações se você não estivesse usando getDefaultProguardFile, uma vez que essas regras padrão também incluíam as regras corretas para os dois pacotes. (aosp/891685, link em inglês)
  • Adicionada uma regra do R8/ProGuard que mantém explicitamente a própria anotação @Keep. Isso garante que o ProGuard não remova a anotação dos tipos antes de realmente respeitar a semântica relacionada. Observação: isso só teria afetado suas compilações se você não estivesse usando getDefaultProguardFile, uma vez que essas regras padrão também incluíam as regras corretas para os dois pacotes. (aosp/903818, link em inglês)