O Google tem o compromisso de promover a igualdade racial para as comunidades negras. Saiba como.

Práticas recomendadas de UX para apps no Google Play Instant

Com o Google Play Instant, os usuários têm uma nova maneira de consumir apps. Esses apps, denominados apps instantâneos, são apps para Android nativos, mas são executados sem instalação no dispositivo. Cada app instantâneo tem uma versão correspondente que os usuários podem instalar.

Como os usuários interagem com apps instantâneos de uma maneira única, esses apps devem seguir algumas práticas específicas da experiência do usuário. Este guia traz diretrizes de como criar uma experiência do usuário positiva em um app instantâneo.

Recomendamos que você use os princípios do Material Design ao projetar seu app instantâneo. Para mais informações sobre como aplicar o Material Design a um app, consulte Material Design para Android.

Também oferecemos outras diretrizes específicas para apps de jogos. Para ver mais informações, consulte as Práticas recomendadas de UX para jogos no Google Play Instant.

 

Ofereça uma tela de destino significativa para o app

Figura 1. O botão "Testar agora", exibido para um app instantâneo

Para que seu app ou jogo tenha um botão Testar agora na Play Store ou apareça na tela de início do Android, ele precisa de uma atividade principal padrão.

Os usuários que entram no app a partir do botão Testar agora ou da tela de início não têm o contexto de um link direto ou do conteúdo específico que estão tentando acessar. Sendo assim, ofereça um local onde eles possam navegar e descobrir a funcionalidade do seu app.

Também vale a pena verificar se o nome do app está em destaque na tela. Como em alguns casos os usuários clicam em um link para seu app sem muito contexto, eles podem não saber o nome do app.

 

Identifique destinos substitutos para seus links

Figura 2. Um banner de site que direciona os usuários para um app instantâneo

Os links para apps e jogos no Google Play Instant são abertos imediatamente quando possível. Caso contrário, esses links voltam para a opção de abertura em um navegador.

Ao Vincular ao Google Play, é possível mudar o cenário de substituição para acessar a Play Store. Essa estratégia pode ser útil se você quer direcionar os usuários a fazer o download do app caso não consigam abri-lo imediatamente e você não queira que o app seja usado na Web.

Como estratégia alternativa, você pode usar banners no seu site para abrir o app diretamente, em vez de redirecionar os usuários para a Play Store primeiro. Essa estratégia é mostrada na Figura 2.

Permita que os usuários concluam tarefas

Ao anunciar um recurso aos usuários no app instantâneo, verifique se eles conseguem usar o recurso sem instalar o app.

Evite pedir para os usuários instalarem o app para que eles possam concluir o que querem fazer. A principal ação de clique de uma página no app nunca deve acionar um pedido de instalação.

Figura 3. Permitir que os usuários concluam uma tarefa específica sem pedir que eles instalem o app.

 

Peça que os usuários façam login no momento certo

Ofereça o máximo de funcionalidade possível sem exigir que os usuários façam login ou se cadastrem em um serviço relacionado ao app.

Espere até que os usuários tentem usar um recurso que exija autenticação antes de pedir que eles façam login. Os usuários veem pedidos de login de maneira menos intrusiva quando identificam de imediato a vantagem desse processo.

Por exemplo, imagine um app de compartilhamento de fotos que exige que os usuários façam login quando iniciado. Para melhorar a experiência do usuário, o app agora oferece recursos que podem ser usados sem fazer login, como navegar nas fotos públicas mais vistas e editar fotos no dispositivo. Quando o usuário quiser compartilhar fotos com amigos, o app exibirá uma solicitação de login.

Figura 4. Evite solicitações de login desnecessárias.

 

Preserve o estado do usuário depois da instalação do app

Quando os usuários instalarem o app, transfira o estado armazenado para o app por meio de cookies ou armazenamento local. Os usuários devem conseguir continuar de onde pararam no app, conforme mostrado na Figura 5.

Figura 5. Restaure o estado do usuário depois da instalação
 

Não crie mais telas de apresentação

A experiência de inicialização do app instantâneo incorpora promoção da marca, título e o ícone na tela de início do app. Não crie mais telas de apresentação, porque elas são redundantes para os usuários.

Figura 6. O framework do Google Play Instant oferece uma experiência de inicialização para seu app.

 

Comparação entre seta para cima e botão "Voltar" do sistema

O botão Acima navega para cima na pilha de navegação do app até que o usuário chegue à tela inicial. O botão Voltar navega em ordem cronológica inversa no histórico de telas visualizadas recentemente.

Embora o botão Acima garanta que o usuário permaneça no app, o botão Voltar leva o usuário de volta a telas recentes fora do app. Em outras palavras, o botão Acima nunca deve levar o usuário a sair do app.

Para ver mais informações sobre como projetar a navegação com os botões Voltar e Acima, consulte Como projetar uma navegação de retorno e de topo.

Figura 7. A navegação é fundamental.

 

Não ramifique a IU

A IU do app instantâneo deve ser idêntica à IU da versão instalada. Não mude o design e a IU no app instantâneo.

Figura 8. Mantenha uma IU consistente entre as versões instalada e instantânea do seu app
 

Use o "Smart Lock para senhas" no Android para identificação

O Smart Lock para senhas no Android (link em inglês) é um gerenciador de senhas no Chrome e no Android. O Smart Lock também faz login dos usuários automaticamente nas visitas seguintes. Para facilitar a autenticação dos usuários, ofereça compatibilidade com o Google Smart Lock no app instantâneo.

Figura 9. Use o Smart Lock para autenticação.

 

Ofereça solicitações de instalação explícitas

Use os botões de instalação de maneira estratégica, integrando-os à interface do usuário do seu app. Use o ícone “get app” do Material Design (link em inglês) e o marcador INSTALAR para o botão de instalação.

Não use outros marcadores, como "Instalar o app", "Instalar o app completo" ou "Fazer upgrade". Nunca use um banner ou outra técnica semelhante a um anúncio para apresentar um pedido de instalação aos usuários.

Figura 10. Use botões de instalação de maneira estratégica

 

Exiba no máximo duas ou três solicitações implícitas de instalação

As solicitações de instalação implícitas são links no app instantâneo que não fazem nada além de exibir um pedido de instalação. Essas solicitações de instalação implícitas podem ocorrer quando você tem recursos na versão instalada do seu app que não são oferecidos na versão instantânea.

Não tenha mais de duas ou três solicitações de instalação implícitas no app.

Ao usar uma solicitação de instalação implícita, disponibilize mais contexto e informações sobre o recurso que a acionou. Os usuários precisam ter um motivo para querer instalar o app.

Figura 11. Limite o número de solicitações de instalação implícitas.

 

Remova seções não funcionais do app

Ao converter seu aplicativo em um app instantâneo, você pode ter partes da IU do app instantâneo vinculadas a outros módulos de recursos do app. Remova essas seções do app instantâneo.

Figura 12. Remova partes não funcionais do app.

 

Elimine os obstáculos para pagamentos

Se o app instantâneo não é compatível com compras pelo Google Play Faturamento e você não tem as informações de pagamento do usuário, use outra API para isso, como a API Google Pay. Essa API permite oferecer pagamentos inteiramente off-line, como pagamento na entrega, e armazenar vales-presente no app instantâneo.

Figura 13. Fluxo de trabalho de pagamentos por meio da API Google Pay

 

Os links para ofertas e conteúdo de terceiros podem ser abertos em uma guia personalizada ou navegador do Chrome. Eles podem ser renderizados usando uma WebView quando os recursos solicitados são fornecidos pelo protocolo HTTPS.

Não exiba suas ofertas na forma de links para o navegador. Elas precisam permanecer dentro do app instantâneo. Para isso, use uma WebView se necessário. Todo o tráfego de rede dentro do app instantâneo precisa usar o protocolo HTTPS.

No app instantâneo, defina com clareza quais funcionalidades seu app oferece e quais são oferecidas por uma fonte externa.

Figura 14. Abra links externos que você não controla no navegador.

 

Ofereça uma maneira de compartilhar URLs do app instantâneo

Como os apps instantâneos não têm uma barra de endereço para que os usuários copiem o URL, disponibilize uma ação de compartilhamento no app. Assim, os usuários poderão compartilhar o URL do app instantâneo.

Figura 15. Ajude os usuários a compartilhar seu app instantâneo.

Outros recursos

Para ver mais informações sobre como criar experiências instantâneas de alta qualidade, consulte os seguintes recursos.

Codelabs