Mudar os preços de assinaturas

É possível mudar os preços dos planos básicos e promoções da assinatura. Por exemplo, você pode ter produtos digitais que precisam de ajustes anuais de preço ou talvez mude o conjunto de benefícios de um produto e queira refletir essas mudanças no preço.

Para saber mais sobre como mudar preços de uma assinatura usando o Play Console, consulte a documentação na Central de Ajuda do Play Console.

Para mudar o preço do plano básico da assinatura de forma programática, use o método monetization.subscriptions.patch. Ele recebe um objeto Subscription com a configuração do produto por assinatura que está sendo modificado. Defina o novo preço no objeto RegionalBasePlanConfig no plano básico correto na coleção basePlans da assinatura. Isso pode ser muito útil caso você tenha um catálogo de tamanho considerável e precise atualizar todos os seus produtos em um curto período ou caso tenha um sistema para gerenciamento de catálogo de produtos que aplica mudanças automaticamente nos produtos por assinatura do Google Play quando elas ocorrem.

Acesse o registro de alterações do Play Console para procurar informações sobre mudanças de preço feitas anteriormente. As informações disponíveis incluem quando os preços foram atualizados, quem iniciou a mudança, as regiões que foram atualizadas e muito mais. Isso pode ajudar nos casos em que você precisa revisar mudanças anteriores ou uma mudança acidental para avaliar as próximas etapas.

Mudanças no preço de novas assinaturas

Quando você muda o preço de um plano básico ou de uma oferta, a nova tarifa entra em vigor em algumas horas para todas as novas compras, sem que nenhuma outra ação seja necessária.

Mudanças no preço de assinaturas existentes

Quando você muda os preços da assinatura, os assinantes atuais não são afetados por padrão. Eles são colocados em uma coorte de preço legado e continuam pagando o preço do plano básico original.

Se quiser, você poderá migrar os assinantes atuais para o preço atual do plano básico. Isso é chamado de encerrar uma coorte de preço legado. As mudanças feitas nas fases de preços de uma opção de assinatura não podem ser aplicadas a assinantes existentes. Para assinaturas de parcelas, as mudanças de preço de uma coorte legada acontecem no final do período de compromisso ativo. Não é possível mudar o preço sendo pago no momento por um usuário que está pagando as parcelas.

Encerrar uma coorte de preço legada

É possível encerrar uma coorte de preço legada a qualquer momento. Isso pode ser feito de forma independente para cada região. Se quiser encerrar um preço legado pelo Play Console, consulte a Central de Ajuda.

Encerrar uma coorte de preço legada com a API Google Play Developer

Para encerrar programaticamente uma coorte de preço legada, use o método monetization.subscriptions.basePlans.migratePrices. Ele migra os assinantes que estão pagando um preço antigo para o valor atual do plano básico das regiões especificadas. Esse método também aciona as notificações de mudança de preço para os usuários que estão pagando um valor anterior ao carimbo de data/hora fornecido. Ao enviar essa solicitação, você inclui uma lista de objetos RegionalPriceMigrationConfig para configurar a migração da coorte de preço.

Para saber mais sobre o uso de coortes de preço legadas, consulte a Central de Ajuda do Play Console.

Reduções de preço

Quando você encerra uma coorte de preço legada e o novo preço é menor que o pago pelos usuários nela, o Google Play os notifica por e-mail, e esses assinantes começam a pagar o preço menor.

Os testadores de licença também recebem notificações por e-mail sobre reduções no preço.

Aumentos de preço

Ao encerrar uma coorte de preço legada, se o novo preço for maior que o preço pago pelos usuários, ocorrerá um aumento no preço. Embora as reduções sejam aplicadas aos assinantes no próximo pagamento pelo plano básico, os aumentos podem ou não exigir uma ação do usuário.

Por padrão, os aumentos de preço são mudanças que precisam da permissão dos assinantes. Os usuários precisam aceitar explicitamente o preço mais alto antes da cobrança. Se isso não acontecer, o Google Play cancelará a assinatura automaticamente. Eles serão cobrados pelo preço mais alto na próxima vez que pagarem o plano básico após um aviso com 37 dias de antecedência. 30 dias antes dessa cobrança, o Google Play notificará os assinantes por e-mail e notificações push.

Durante os primeiros sete dias após a migração de coorte ser acionada, nenhum usuário receberá notificações do Google Play. Isso significa que você tem sete dias do início do aumento de preço para notificar seus assinantes antes que o Google Play comece a notificá-los diretamente. Durante esse período, é possível cancelar um aumento de preço pendente fazendo outra mudança no valor original.

Após esse período, cada usuário receberá notificações automáticas do Google Play 30 dias antes da primeira renovação com o novo preço.

Em alguns casos, ao aumentar os preços para assinantes, você tem a opção de enviar uma notificação prévia aos usuários, mas sem exigir que eles realizem qualquer ação. Com essa opção, a menos que os usuários mudem o plano ou cancelem a assinatura para recusar a mudança, o novo preço será cobrado na próxima vez que eles pagarem pelo plano básico após um aviso com antecedência. O período definido pelo aviso varia de acordo com o país e é de 30 ou 60 dias. É então que o Google Play notificará os assinantes por e-mail e notificação push.

A recusa de aumento está disponível apenas em determinados locais com limites de frequência e valor, e está sujeita a determinados requisitos do desenvolvedor.

É possível marcar uma migração da coorte de preço legada como uma recusa de aumento se ela atender a esses critérios, conforme mostrado na Figura 1.

Migração da coorte de preço legada do Google Play Console com recusa de aumento
Figura 1. Como usar o Play Console para especificar uma migração de coorte de preço legada como uma recusa de aumento.

Comunicar a mudança de preço ao usuário

Notifique os assinantes atuais sempre que encerrar a coorte de preço legada.

Para a recusa de aumento de preço, é necessário enviar aos usuários um aviso com antecedência e mostrar uma notificação no app. Ao contrário da permissão de aumento de preço, não há um período de espera de sete dias antes do Google Play começar a notificar os usuários diretamente.

Para a permissão de aumento de preço, envie um aviso com antecedência aos usuários e informe sobre a necessidade de aceitar o aumento. Quando você inicia um aumento de preço, você tem sete dias para notificar seus assinantes antes do Google Play começar a fazer isso diretamente. Notifique os usuários afetados no seu app e forneça um link direto para a tela de assinatura da Play Store para que eles possam analisar o novo preço. Quando os usuários analisam um aumento no preço na tela de assinatura da Play Store, uma caixa de diálogo parecida com a da Figura 2 é mostrada.

Caixa de diálogo genérica que notifica o usuário sobre uma mudança no preço da assinatura
Figura 2. Caixa de diálogo de exemplo que notifica o usuário sobre uma mudança no preço da assinatura.

Processar a resposta do usuário a uma mudança de preço

Depois de notificar os assinantes sobre uma mudança de preço e informar que eles podem permitir ou recusar essa mudança, eles poderão agir antes que o novo preço seja aplicado. Se isso acontecer, você receberá uma RTDN informando o resultado. Consulte as orientações sobre o ciclo de vida de compras para saber como gerenciar essas notificações.

Se o usuário não agir e chegar à primeira renovação a que o preço será aplicado, a assinatura será cancelada automaticamente e vai expirar nessa data de renovação.

Aceitação acidental de aumento no preço

Se você iniciou acidentalmente um aumento no preço, reverta a mudança imediatamente fazendo outra modificação de volta ao preço original. Desde que o preço seja revertido em até sete dias, os assinantes atuais não serão notificados sobre a mudança acidental de preço. Ainda assim, todas as compras feitas durante esse período terão o preço acidental.

Processar aumentos do preço com taxas de sobreposição

Faça apenas uma mudança de preço por vez. No entanto, se você fizer aumentos no preço várias vezes no primeiro período de sete dias, os usuários afetados vão precisar concordar apenas com a mudança mais recente. Por exemplo, se você encerrar uma coorte com um aumento de preço legado, mudar o preço de novo e depois mudar outra vez, os usuários afetados não precisarão mais responder à primeira mudança de preço, porque agora só se aplica a segunda.

Testar mudanças de preço

Não mude os preços dos produtos de assinantes para fins de teste.

Consulte o guia de teste para saber mais sobre mudanças de preço.

Exemplos

Os exemplos nesta seção demonstram como aplicar as práticas recomendadas em diferentes cenários de mudança de preço.

Exemplo 1: aumento no preço da assinatura mensal

Em 3 de março, a AltoStrat aumentou o preço da AltoStrat Pro, a assinatura premium de streaming de vídeo, encerrando uma coorte de preço legada. Os usuários são movidos da coorte de preço legada de US$ 1,00 para o preço atual do plano básico de US$ 2,00. O início da vigência da mudança de preço é 9 de abril (37 dias após 3 de março).

Alice já é assinante, com a próxima renovação para 5 de março. A primeira renovação após o início da vigência será em 5 de maio. Portanto, ela vai ser renovada pelo preço antigo (US$ 1) em 5 de março e em 5 de abril. Na renovação seguinte, em 5 de maio, o novo preço será cobrado (US$ 2). O Google Play começará a notificar Alice sobre a mudança de preço em 5 de abril, 30 dias antes da primeira data de renovação com o novo preço.

Figura 3. Exemplo de diagrama do cronograma da mudança de preço de uma assinatura mensal com data de renovação em 5 de março.

Beto já é assinante, com a próxima renovação para 29 de março. Essa renovação será pelo preço antigo (US$ 1,00), já que a mudança de preço ainda não estará em vigor. Quando a assinatura for renovada novamente em 29 de abril, o novo preço será cobrado (US$ 2,00). Beto vai começar a receber notificações sobre essa mudança em 30 de março, 30 dias antes da primeira data de renovação com o novo preço.

Figura 4. Exemplo de diagrama do cronograma da mudança de preço de uma assinatura mensal com renovação em 29 de março.

Exemplo 2: aumento no preço da assinatura trimestral

No dia 3 de março, a FindMyLove encerra uma coorte de preço legada e aumenta a tarifa trimestral do FindMyLove Premium de US$ 1,00 para o preço do plano básico de US$ 2,00. O início da vigência da mudança de preço é 9 de abril (37 dias após 3 de março).

Alice já é assinante, com a próxima renovação para 5 de março. Essa renovação será pelo preço antigo (US$ 1,00), já que a mudança de preço ainda não estará em vigor. Quando a assinatura for renovada novamente em 5 de junho, o novo preço será cobrado (US$ 2,00). Alice vai começar a receber notificações sobre a mudança no preço em 6 de maio, 30 dias antes da primeira data de renovação com o novo preço.

Figura 5. Exemplo de diagrama de cronograma da mudança de preço de uma assinatura trimestral com data de renovação em 5 de março.

Beto já é assinante, com a próxima renovação para 11 de abril. Ela vai ser renovada pelo novo preço (US$ 2,00), já que essa data é posterior ao início da vigência da mudança. Beto vai começar a receber notificações sobre essa mudança em 12 de março, 30 dias antes da primeira data de renovação.

Figura 6. Exemplo de diagrama de cronograma da mudança de preço de uma assinatura trimestral com data de renovação em 11 de abril.

Exemplo 3: aumento no preço semanal da assinatura

No dia 3 de março, a CutePetsNews encerra uma coorte de preço legada, acionando a migração de preço de alertas semanais sobre cães de US$ 1,00 para US$ 2,00. O início da vigência da mudança de preço é 9 de abril.

Alice já é assinante, com a próxima renovação semanal marcada para 6 de março. A renovação vai ocorrer nos dias 6, 13, 20 e 27 de março e no dia 3 de abril pelo preço antigo (US$ 1,00), já que a mudança de preço ainda não estará em vigor. Quando a assinatura for renovada novamente no dia 10 de abril, o novo preço será cobrado (US$ 2,00). Alice vai começar a receber notificações sobre a mudança de preço em 11 de março, 30 dias antes da primeira data de renovação com o novo preço.

Figura 7. Diagrama do cronograma da mudança de preço de uma assinatura semanal com data de renovação em 6 de abril.

Exemplo 4: assinatura mensal com várias mudanças de preços

Este exemplo demonstra como várias mudanças de preço são tratadas.

No dia 3 de março, a AltoStrat aciona uma migração de preço para a AltoStrat Pro, a assinatura de vídeo premium, aumentando o preço de US $1 para US $2 por mês. No dia 10 de março, o desenvolvedor aciona uma segunda migração de preço, aumentando o preço para US$ 3,00 por mês.

O início da vigência da primeira mudança de preço é 9 de abril (37 dias após 3 de março), e o da segunda mudança de preço é 16 de abril (37 dias após 10 de março).

A próxima renovação da Alice vai ser no dia 5 de março. A primeira renovação após o início da vigência será em 5 de maio, então a assinatura será renovada pelo preço antigo (US$ 1,00) em 5 de março e 5 de abril. Na renovação seguinte, em 5 de maio, o preço mais recente será cobrado (US$ 3). A Alice só vai receber notificações sobre a segunda mudança de preço, porque ela ocorreu no período de aviso de sete dias. Alice vai começar a receber notificações sobre a mudança em 5 de abril, 30 dias antes da primeira data de renovação com o novo preço.

Figura 8. Exemplo de diagrama de cronograma da mudança de preço de uma assinatura mensal com várias mudanças de preço e data de renovação em 5 de março.

Exemplo 5: recusa da mudança no preço da assinatura mensal

Este exemplo mostra como as recusas de aumentos de preço são tratadas.

A AltoStrat precisa fazer o ajuste anual de preço para considerar o aumento de custo da programação. Em 2 de janeiro, ela mudou o preço do AltoStrat Pro (assinatura de streaming de vídeo premium) de US $1 para US $1,30. Esse aumento no preço atende aos critérios de migração para a recusa do aumento. Eles encerram imediatamente a coorte de preço legada, especificando uma migração de recusa. Os usuários dessa coorte estão em regiões que exigem um período mínimo de notificação de recusa de 30 dias. Portanto, o novo preço entrará em vigor no dia 1º de fevereiro.

Alice é assinante e é cobrada no dia 14 de cada mês. Devido ao período mínimo de notificação de 30 dias, ela paga o preço antigo (US$ 1,00) em 14 de janeiro. O Google Play começa a notificar Alice sobre a mudança de preço em 15 de janeiro, e ela começa a pagar o novo preço (US$ 1,30) em 14 de fevereiro.

Exemplo 6: aumento no preço da assinatura em 12 meses

Este exemplo mostra como os aumentos de preço são processados em assinaturas parceladas.

Em 3 de março, a AltoStrat aumentou o preço da AltoStrat Pro, a assinatura de streaming de vídeo premium, encerrando uma coorte de preço legada. Os usuários são movidos da coorte de preço legada de US $1,00 para o preço atual do plano básico de US$ 2,00. O início da vigência da mudança de preço é 9 de abril (37 dias após 3 de março).

Alice é assinante e assinou um plano de parcelamento de 12 meses, seguido de renovações automáticas mensais em 10 de junho do ano anterior. A primeira renovação será em 10 de junho do ano atual. Como Alice está no meio do pagamento das parcelas, ela continua pagando US $1 nos dias 10 de março, 10 de abril e 10 de maio. A primeira renovação acontece em 10 de junho, quando o novo preço é cobrado (US$ 2,00) e muda para uma frequência mensal de renovação automática. O Google Play começará a notificar Alice sobre a mudança de preço em 11 de maio, 30 dias antes da primeira data de renovação com o novo preço.