Notas da versão

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

As versões da prévia para desenvolvedores do Sandbox de privacidade do Android têm como objetivo ajudar com o desenvolvimento, testes e feedback. As prévias para desenvolvedores do Sandbox de privacidade do Android ainda estão em desenvolvimento. Por isso, os recursos nem sempre funcionam como esperado. A prévia para desenvolvedores do Sandbox de privacidade está sujeita a mudanças. Envie seu feedback.

Para começar, configure seu ambiente de desenvolvimento e atualize o Sandbox de privacidade do Android no seu dispositivo de teste ou emulador.

Versão atual

Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 6 do Android

O Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 6 do Android inclui melhorias nestas áreas:

Geral

  • Em preparação para o lançamento de produção, a prévia para desenvolvedores 6 introduziu uma flag para desativar o acesso à API de preservação de privacidade por padrão. Para fins de teste, ative o acesso à API de preservação de privacidade na prévia para desenvolvedores executando este comando:
adb shell device_config put adservices global_kill_switch false
  • As APIs AdIdManager e AppSetIdManager exigem o Google Play Services versão 22.36.16 ou mais recente.
    • Em um dispositivo Android, verifique se a versão correta está listada em Configurações > Apps > Google Play Services.
    • Se você precisar atualizar o Google Play Services para a versão correta, faça login no dispositivo de teste ou emulador do Android com uma Conta do Google. Depois, acesse Google Play Store > ícone de perfil > Configurações > Sobre. No título Versão da Play Store, toque em Atualizar Play Store.
    • Essa etapa é aplicável apenas para desenvolvimento e testes e não será necessária depois que o Sandbox de privacidade for lançado para usuários públicos.

API Topics

  • Foi adicionada uma API Preview para alternar se getTopics pode ou não ser registrado como um observador.
  • Pequenas mudanças no código de inicialização da classe GetTopicsRequest.
  • Lançamento do guia de integração de temas.

FLEDGE na API Android

  • Se você estiver testando com servidores reais, a ativação da API agora será aplicada. Siga estas etapas para configurar seu dispositivo. Estas etapas não serão necessárias se você estiver usando as substituições remotas presentes no app de exemplo.
  • Mudanças interruptivas:
    • O Url foi substituído nos parâmetros por Uri. Isso se aplica a todas as APIs do FLEDGE e ao JavaScript personalizado para lances e lógica de pontuação.
    • Remoção do campo owner das entradas da API Custom Audience.
  • Públicos-alvo personalizados incompletos agora são imediatamente qualificados para a atualização em segundo plano.
  • O limite de memória JavaScript agora está definido como 10 MB. Isso se aplica à lógica de lances e pontuações.

API Attribution Reporting

  • As adtechs precisam se inscrever para poder usar a API Attribution Reporting na prévia para desenvolvedores 6. Consulte Registrar uma conta do Sandbox de privacidade para mais informações.
  • Esta versão introduz chaves de depuração, que vão permitir aos desenvolvedores receber relatórios inalterados com os relatórios aprimorados de privacidade da API Attribution Reporting. As chaves de depuração oferecem a chance de ganhar mais visibilidade sobre a estrutura dos relatórios durante a transição com o Sandbox de privacidade.

Versões anteriores

Prévia para desenvolvedores 5

Geral

  • Antes de acessar as APIs do Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 5, primeiro você precisa ativar as APIs e configurar permissões específicas da API.
    • Os designs do Sandbox de privacidade do Android permitem que os usuários controlem se as APIs que preservam a privacidade e o SDK Runtime estão ativos no dispositivo. Essas configurações são definidas como desativadas por padrão na prévia para desenvolvedores 5. É possível ativar o acesso à API usando um comando adb.
    • O app autor da chamada precisa especificar permissões específicas da API no manifesto e as configurações do AdServices relacionadas que controlam o acesso dos SDKs incorporados.
  • Os apps precisam chamar as APIs de preservação de privacidade ao serem executadas em primeiro plano.
  • AdIdManager e AppSetIdManager não estão em operação no momento. Eles serão ativados em uma próxima. versão

SDK Runtime

  • O uso de sendData() será descontinuado em uma versão futura.
  • O loadSdk() agora retorna um objeto IBinder para facilitar a comunicação bidirecional entre o SDK ativado pelo ambiente de execução e os apps definidos em AIDL.
  • Os apps têm acesso a outros eventos de ciclo de vida do SDK ativados pelo ambiente de execução, como quando o processo do SDK é encerrado.

API Attribution Reporting

Esta versão introduz outros recursos na API Attribution Reporting, incluindo:

  • Suporte a relatório de agregação criptografado.
  • Suporte a medição na Web e em apps diferentes.
  • Cabeçalhos consolidados nas respostas de registro de origem e acionador:
    • Origem: Attribution-Reporting-Register-Aggregatable-Source agora faz parte de Attribution-Reporting-Register-Source
    • Acionador: consolidamos Attribution-Reporting-Register-Event-Trigger, Attribution-Reporting-Register-Aggregatable-Trigger-Data e Attribution-Reporting-Register-Aggregatable-Values em um único cabeçalho chamado Attribution-Reporting-Register-Event-Trigger
    • Attribution-Reporting-Redirects ainda é um cabeçalho separado

FLEDGE na API Android

Esta versão inclui vários novos recursos e melhorias, bem como alterações interruptivas:

  • Alterações interruptivas:
    • runAdSelection() foi renomeado como selectAds().
    • Substituímos o parâmetro de AdSelectionConfig.Builder.setAdSelectionSignals() por AdSelectionSignals, que representa um objeto JSON.
    • O uso de String foi substituído para representar um comprador/vendedor de adtechs pelo objeto AdTechIdentifier.
    • As classes TestCustomAudienceManager e TestAdSelectionManager foram adicionadas para substituir a busca remota de JavaScript.
    • É necessário que o proprietário de um público-alvo personalizado seja o nome do pacote do app autor da chamada.
  • As APIs FLEDGE agora validam o app autor da chamada em relação a um conjunto de restrições e limitações descrito no guia do desenvolvedor. Veja alguns exemplos importantes abaixo.
    • selectAds e reportImpression agora têm limites de tempo de execução. Após esse período, a chamada será encerrada.
    • selectAds e reportImpression agora têm um limite de memória consumida durante a execução do JavaScript. As APIs vão gerar um erro se o consumo de memória exceder os limites configurados.
    • selectAds e reportImpression agora validam o objeto AdSelectionConfig para garantir que os campos sejam sintaticamente válidos e que os URLs estejam no eTLD+1 usado no campo do vendedor.
    • AdServices agora valida públicos-alvo personalizados no momento da criação. Algumas dessas validações incluem garantir que o prazo de validade seja válido e aplicam um limite ao número de públicos-alvo personalizados que um app pode criar e ao tamanho total dos anúncios fornecidos na chamada joinCustomAudience. A validação também impõe que os URIs fornecidos para indicadores e a recuperação da lógica de lances, além da busca em segundo plano, estejam todos no domínio do comprador.
  • Os metadados de público-alvo personalizados são atualizados diariamente por um processo de busca em segundo plano.
  • Os públicos-alvo personalizados são removidos quando o app "proprietário" é desinstalado.
  • Adição de suporte para especificar indicadores de pontuação confiáveis e dados de lances confiáveis durante a seleção de anúncios. Veja um exemplo de código para o formato de resposta.
  • As APIs do FLEDGE para Android dependem da versão 105.0.5195.58 ou mais recente do WebView. Consulte as informações de configuração no guia do desenvolvedor para mais detalhes.
  • Problemas conhecidos:

    • No momento, ao participar de um público-alvo personalizado, a plataforma não realiza atualizações em segundo plano imediatamente, se algum dos metadados ou valores de AdData estiverem vazios ou forem null. O público-alvo personalizado não estará qualificado para seleções de anúncios até que ele seja atualizado um dia depois. Em uma versão futura, os públicos-alvo personalizados incompletos serão imediatamente qualificados para atualizações de busca em segundo plano. O limite de memória padrão atual para a execução do JavaScript é muito baixo e pode fazer com que as cargas de trabalho normais falhem com o JavaScriptEngine em dispositivos. A execução do JavaScript pode encerrar inesperadamente com a mensagem de erro "Fatal javascript OOM in CALL_AND_RETRY_LAST".

      Você pode resolver isso manualmente configurando o limite de memória adequado com o seguinte comando:

      adb shell "device_config put adservices fledge_js_isolate_enforce_max_heap_size 10485760"
      
    • Os anúncios personalizados de público-alvo que não correspondem à estrutura JSON necessária são atualizados durante a busca em segundo plano.

API Topics

  • Atualizamos a taxonomia de apps para dispositivos móveis.
  • Atualizamos a proposta de design e os apps de exemplo (link em inglês) com o lançamento da IU de configurações para conferir os temas atribuídos.

Atualizações de ferramentas

O Android Studio Canary oferece suporte à criação de APKs do SDK com um novo tipo de módulo. O Guia para desenvolvedores do SDK Runtime foi atualizado, e os apps de exemplo do Sandbox de privacidade no GitHub (link em inglês) refletem essa atualização.

Prévia para desenvolvedores 4

Data de lançamento: 14 de julho de 2022

O Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 4 do Android inclui melhorias às seguintes áreas:

SDK Runtime

  • Os apps agora podem se comunicar com os SDKs ativados no momento da execução (RE-SDKs, na sigla em inglês) pela adição da sendData().
  • O armazenamento local agora está disponível no processo do SDK Runtime.
  • Um SDK também pode renderizar anúncios ou conteúdos em vídeo independentes no SDK Runtime.
  • Adicionamos esclarecimentos sobre a reflexão para incluir a capacidade de usá-la, desde que o conteúdo não esteja em outro RE-SDK.

API Attribution Reporting

Esta versão introduz mudanças para melhorar a clareza sobre o uso da API Attribution Reporting, como:

  • Mudanças no formato de relatórios agregados para melhorar a legibilidade.
  • Atualização nos campos de cabeçalho dos recursos de lance e filtro de conversão.
  • Incluímos esclarecimentos na referência da API WebApp para explicar o registro de origem e acionamento, bem como a disponibilidade da API de privacidade e consentimento.

FLEDGE na API Android

Esta versão inclui novos recursos para ajudar nos testes e na capacidade de depuração, além de melhorias internas:

  • Inclusão de suporte à substituição de URLs remotos para recuperar lógica do JavaScript durante o desenvolvimento.
  • Relatórios de erros aprimorados durante a seleção de anúncios.
  • Os públicos-alvo personalizados inativos agora são filtrados durante a seleção de anúncios.

API Topics

Esta versão inclui várias mudanças importantes na API Topics, principalmente:

  • O tipo de retorno da API getTopics() foi mudado para o novo tipo de objeto Topic, que encapsula IDs de números inteiros que correspondem a temas na taxonomia, informações sobre o classificador e as versões da taxonomia. Atualize os apps existentes que usam essa API.
  • A API Topics agora requer uma nova permissão normal.
  • O sistema "Classificador no dispositivo" foi introduzido para atribuir temas dinamicamente com base nas informações do app disponíveis publicamente.

Problemas conhecidos

  • A versão inicial dessas imagens de dispositivos (revisão 6) não é carregada no Android Emulator versão 31.2.10. As imagens de dispositivos atualizadas para resolver o problema foram disponibilizadas em 27 de julho de 2022.

Prévia para desenvolvedores 3

Data de lançamento: 9 de junho de 2022

O Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 3 do Android adiciona funcionalidades à API Attribution Reporting e ao FLEDGE no Android.

API Attribution Reporting

A API Attribution Reporting melhora a privacidade do usuário ao remover a dependência de identificadores do usuário entre diferentes partes, e também oferece suporte aos principais casos de uso para avaliação de métricas de conversão e atribuição em apps.

Esta versão inclui recursos para desenvolvedores e ajuda você a testar os recursos da API Attribution Reporting abaixo:

  • Registro de fonte de atribuição e acionamento de eventos.
  • Uso de atribuição com prioridade de fonte e pós-instalação.
  • Recebimento de relatórios de eventos.
  • Recebimento de relatórios agregáveis, que não são criptografados nesta versão.

Fornecemos um app de exemplo e um servidor de adtechs de referência para ajudar nos testes.

Problemas conhecidos:

FLEDGE no Android

O FLEDGE no Android apresenta uma nova maneira de mostrar anúncios com base em públicos-alvo personalizados definidos pelos desenvolvedores de apps com base nas interações no app. Essa solução armazena as informações e os anúncios associados localmente e fornece um framework para organizar os fluxos de trabalho de seleção de anúncios.

Esta versão inclui recursos para desenvolvedores e ajuda você a testar estes recursos do FLEDGE no Android:

  • Participação ou saída de um público-alvo personalizado e observação de como os valores de parâmetro podem afetar os resultados do leilão.
  • Busca do código JavaScript de leilões em endpoints remotos.
  • Configuração e início de leilões de anúncios no dispositivo.
  • Processamento de relatórios de impressão.
  • Fornecimento de um app de exemplo e uma configuração de servidor simulada para ajudar nos testes.

Problemas conhecidos:

Prévia para desenvolvedores 2

Data de lançamento: 17 de maio de 2022

A prévia para desenvolvedores 2 inclui as primeiras visualizações das APIs de relatórios de atribuição do MeasurementManager.

  • Você pode chamar registerSource() e registerTrigger() para registrar eventos de anúncio do app e receber dados do relatório no nível do evento para a atribuição de app para app. A implementação atual usa a atribuição de último toque. Os relatórios são programados para serem enviados conforme definido pelas janelas de geração de relatórios. Consulte a referência da API MeasurementManager para mais informações.
  • O upload do relatório ocorre ao final de intervalos de tempo fixos, e não no horário exato programado. O intervalo de upload de relatórios é de quatro horas por padrão, mas ele pode ser substituído por este comando do adb:

    adb shell device_config put adservices measurement_main_reporting_job_period_ms <duration in milliseconds>
    
  • Um app de exemplo e um servidor de adtechs de referência para testar APIs vão ser publicados em uma versão futura.

  • Outros recursos da API Attribution Reporting da classe MeasurementManager, como relatórios agregados, atribuição pós-instalação e redirecionamentos, vão estar disponíveis em uma versão futura.

Prévia para desenvolvedores 1

Data de lançamento: 28 de abril de 2022

A prévia para desenvolvedores 1 inclui pré-lançamentos da API Topics e do SDK Runtime. A funcionalidade para FLEDGE no Android e APIs Attribution Reporting vai ser disponibilizada em uma versão futura.

  • API Topics
    • No momento, a API getTopics() retorna valores de teste com base em classificação off-line para um conjunto limitado de apps. As classificações no dispositivo ainda não foram implementadas.
    • Você pode usar comandos adb para substituir intervalos e forçar a contabilização da época.
    • Leia o guia para desenvolvedores da Topics para ver mais detalhes.
  • SDK Runtime
    • É possível empacotar e criar SDKs ativados pelo ambiente de execução (SDKs RE) usando o novo elemento <sdk-library> no arquivo de manifesto do app do SDK. Instale os SDKs RE em um dispositivo ou emulador de teste com suporte, da mesma forma que você instalaria um app durante o desenvolvimento.
    • É possível integrar um app com SDKs RE, carregá-los no ambiente de execução do SDK e testar o impacto do acesso restrito no código do SDK: permissões, memória e comunicações entre app e SDK. As APIs Storage para SDKs RE ainda não foram implementadas e vão ser disponibilizadas em uma versão futura.
    • Um SDK pode renderizar anúncios de banner ou de conteúdo baseados em WebView no ambiente de execução do SDK.
    • Veja mais informações no guia para desenvolvedores do ambiente de execução do SDK.
  • Verificações de lint para Android
    • As verificações de lint do Android podem mostrar avisos incorretamente em projetos compilados com o nível da API TiramisuPrivacySandbox. Por exemplo, você pode encontrar a mensagem de aviso "A chamada requer o nível 33 da API". Esse problema pode ser resolvido temporariamente usando a anotação @SuppressLint("NewApi").