Notas da versão

O Sandbox de privacidade no Android oferece a prévia para desenvolvedores e os programas Beta. Vamos apresentar novas APIs e recursos na prévia para desenvolvedores ao longo do tempo e promover APIs estabilizadas no programa Beta. Envie seu feedback.

Se você não tem experiência com o Sandbox de privacidade no Android, comece pela Visão geral do programa. Para começar a criar o Sandbox de privacidade no projeto, configure o ambiente de desenvolvimento e confira o Sandbox de privacidade no Android no seu dispositivo de teste ou emulador.

Versões atuais

Prévia do Android VanillaIceCream

Essa versão inclui APIs do Sandbox de privacidade na versão de pré-lançamento do Android VanillaIceCream. O SDK e as imagens do emulador estão disponíveis para download no Android Studio como Prévia do VanillaIceCream do Android. Essa versão inclui a mesma funcionalidade da prévia para desenvolvedores 10 lançada anteriormente, com as outras mudanças listadas abaixo.

API Protected Audience

  • A capacidade de transmitir anúncios contextuais autenticados em um leilão protegido foi adicionada. Isso também inclui a filtragem negativa para apps já instalados no dispositivo, bem como o limite de frequência para o número de cliques, impressões, visualizações ou vitórias. A implementação é diferente das iterações anteriores, já que os anúncios contextuais precisam ser assinados pela adtech. Leia sobre como implementar isso no guia para desenvolvedores.
  • ContextualAds foi renomeado como SignedContextualAds junto com getter e setter relacionados em AdSelectionConfig; getPerBuyerSignedContextualAds, setPerBuyerSignedContextualAds
  • Se um app contextual não autenticado for transmitido, ele será removido do leilão.

API Attribution Reporting

Atualização Beta do Sandbox de privacidade do Android de novembro de 2023

Essa versão do Sandbox de privacidade no Android inclui atualizações nas APIs do Sandbox de privacidade em dispositivos com a versão 14 pública do Android. O SDK e as imagens de dispositivos estão disponíveis para download usando o SDK Manager do Android Studio, bem como a API 34 do Android e a extensão de nível 10. Quanto à funcionalidade, ele é semelhante à prévia para desenvolvedores 9, com algumas modificações importantes.

API Protected Audience

  • As adtechs agora podem usar a delegação de público-alvo personalizada para fazer parte de um público-alvo personalizado em nome de um comprador que não tem presença no dispositivo.
  • O Android agora tem suporte à realização de um leilão em serviços de lances e leilões.
  • Os leilões da API Protected Audience têm suporte ao faturamento de CPC.
  • Os leilões e relatórios da API Protected Audience agora têm suporte a cabeçalhos de versões de dados para indicadores de lances confiáveis.
  • Os leilões da API Protected Audience têm suporte à filtragem de limite de frequência em eventos WIN.
  • A API Protected Audience agora tem suporte à integração com a API Attribution Reporting.

API Attribution Reporting

SDK Runtime

  • Capacidade de um SDK de carregar outros no SDK Runtime para oferecer suporte a casos de uso de mediação ## Versões anteriores

Prévia para desenvolvedores 10

Data de lançamento: 19 de dezembro de 2023

Limitações conhecidas

  • Há um problema que faz com que o Google Play Services falhe em segundo plano e informe o usuário repetidamente:
    • Reiniciar o dispositivo pode aliviar o problema.
    • Durante o teste, se você tiver problemas com o tempo limite de chamadas assíncronas, tente adicionar o seguinte comando adb para aumentar o limite até o tempo limite:
    • adb shell device_config put adservices fledge_auction_server_overall_timeout_ms 60000;
  • Somente dispositivos físicos: não é possível adicionar uma Conta do Google. Siga estas etapas para levar o dispositivo à tela inicial:
    • Instale a imagem de prévia no smartphone.
    • Siga as instruções do assistente de configuração sem se conectar a uma rede Wi-Fi ou de dados móveis.
    • Quando estiver na tela inicial, conecte-se à rede Wi-Fi ou de dados móveis.
    • Reinicialize o dispositivo.

API Protected Audience

  • Estamos atualizando a forma como os anúncios do caminho contextual podem participar de um leilão protegido. As classes e os métodos abaixo foram removidos da prévia para desenvolvedores:
    • AdSelectionConfig.getBuyerContextualAds()
    • AdSelectionConfig.Builder.setBuyerContextualAds()
    • AdSelectionManager.setAppInstallAdvertisers()
    • ContextualAds
    • AdWithBid
    • AppInstallFilters
  • ReportInteractionRequest foi renomeado como ReportEventRequest.
  • Estamos lançando novos recursos, os indicadores de apps protegidos, para oferecer suporte à veiculação de anúncios relevantes de instalação de apps. Com esse DP, estamos lançando APIs para permitir que as adtechs:
    • Selecionar indicadores armazenando eventos de apps em armazenamento protegido no dispositivo, que são usados para veicular anúncios relevantes de instalação de apps.
    • Fazer um leilão protegido nos serviços de lances e leilões em ambientes de execução confiáveis, em que eles podem acessar os respectivos indicadores para ajudar na seleção de anúncios e nos lances.

API Attribution Reporting

  • Esta versão da API Attribution Reporting tem as funções abaixo:
    • Adicionar a integração do público-alvo protegido, permitindo dimensões de público-alvo personalizadas em relatórios de resumo agregados.
    • Oferecer suporte ao provedor do Google Cloud como um TEE para o serviço de agregação.
    • Adição do campo shared_debug_key para oferecer suporte à depuração para atribuição de várias redes sem redirecionamentos.
    • Adicionar cabeçalhos de versão em solicitações de relatório de depuração detalhada.

Personalização no dispositivo

  • Versão para pesquisadores e desenvolvimento inicial.
  • A personalização no dispositivo apresenta uma maneira inovadora de personalizar produtos e serviços enquanto fornece proteção aprimorada de privacidade do usuário final. A Personalização no dispositivo oferece um conjunto de serviços e algoritmos como elementos básicos para alcançar esse objetivo, incluindo, mas não se limitando a:
    • Computação federada (FC, na sigla em inglês) que permite treinar, avaliar e personalizar modelos usando o aprendizado federado. O uso da computação federada pela personalização no dispositivo será baseado no treinamento do modelo e na inferência (opcionalmente, se necessário).
    • Correspondência baseada em filtro de cuco e correspondência cruzada entre dados localizados de maneira desproporcional.
    • Treinamento diferencialmente particular (DP, na sigla em inglês) de modelos esparsos usando novas técnicas, como minimização alternada de DP (para treinamento em dados de localização diferente) e personalização de modelos em DP de outdoor.

Prévia para desenvolvedores 9

Data de lançamento: 15 de agosto de 2023

Limitações conhecidas

  • Os dados de leilão gerados ao chamar a API Bidding and Auction não são excluídos automaticamente no DP9.
  • Chamar getAdSelectionData e persistAdSelectionResult quando o consentimento for revogado causará uma falha no processo.
  • O recurso de filtragem negativa não funciona com getAdSelectionData e persistAdSelectionResult.

API Protected Audience

  • As adtechs agora podem usar a delegação de público-alvo personalizada para vincular um público-alvo personalizado a um autor de chamada no dispositivo.
  • Agora, o Android oferece suporte para a realização de um leilão em serviços de lances e leilão. Os leilões de público-alvo protegido oferecem suporte para faturamento de CPC.
  • A API Report Interactions agora é chamada de reportEvent.
  • Os métodos de limite de frequência e os tipos de contador foram renomeados.
  • Os relatórios de depuração estão disponíveis para receber informações sobre o motivo de um leilão ter sido perdido ou para identificar problemas na lógica do JavaScript.

API Attribution Reporting

  • Esta versão melhora os relatórios de depuração da API Attribution Reporting pelos seguintes motivos:
    • Oferece suporte para relatórios de depuração detalhados que têm suporte na Web.
    • Ativa relatórios de depuração de atribuição entre apps da Web e de apps (requer AdId no registro de apps e da Web).
  • As adtechs podem configurar parâmetros de ruído para diferentes cenários de relatórios.
  • O lançamento dessa versão muda para a atribuição baseada na origem, ou seja:
    • A origem é usada para registro.
    • Várias origens são aceitas em um único site.
    • Um novo limite de taxa de uma origem por app ou registro de origem.
  • As tecnologias de publicidade agora podem desativar a inscrição para testar casos de uso do Relatório de atribuição localmente.

SDK Runtime

  • O SDK só pode ser iniciado ou vinculado a uma lista de permissões de serviços.
  • O SDK só consegue acessar um subconjunto do sistema ContentProvider (como com.android.providers.settings.SettingsProvider), em que os dados recebidos não têm identificadores e não podem ser usados para criar uma impressão digital do usuário. Essas verificações também se aplicam ao acesso ao ContentProvider usando ContentResolver.
  • O SDK só pode acessar um subconjunto de broadcast receivers protegidos, como android.intent.action.AIRPLANE_MODE.
  • O SDK pode iniciar uma atividade pertencente a outro app, mas com limites sobre o que pode ser enviado na intent.

Atualização Beta do Sandbox de privacidade do Android de março de 2023

A versão Beta de março de 2023 do Sandbox de privacidade no Android inclui atualizações nas APIs do Sandbox de privacidade em dispositivos Android 13 públicos. Esta versão inclui APIs Ad Services Extensions 5 e é funcionalmente semelhante à prévia para desenvolvedores 6, com algumas modificações importantes.

Limitações conhecidas

  • O job de busca em segundo plano executado periodicamente para atualizar os públicos-alvo personalizados do FLEDGE faz com que o processo falhe. Devido a esse problema, o FLEDGE fica desativado por padrão.

Geral

  • Você pode usar a API Attribution Reporting nesta versão e nas mais recentes. A API estava desativada anteriormente. Se você usou a API Attribution Reporting na versão Beta anterior, limpe os dados do app ou do dispositivo antes de usar essa versão Beta seguindo uma destas etapas:
    • Em um dispositivo ou emulador, acesse as configurações e limpe o armazenamento específico do app, e não apenas o cache, de todos os apps usados para testes.
    • Redefina seu dispositivo físico ou emulado para a configuração original.
    • Para um dispositivo emulado, execute a função Wipe Data.
  • Agora, os Relatórios de atribuição oferecem suporte a chaves de depuração, que permitem que os desenvolvedores recebam relatórios inalterados e de privacidade aprimorada da API Attribution. As chaves de depuração oferecem uma oportunidade de ter maior visibilidade sobre como os relatórios são estruturados durante a transição para o Sandbox de privacidade.
  • Recentemente, a Attribution Reporting apresentou um bug (link em inglês) nos serviços de publicidade, em que registerSource e registerTrigger falhavam com exceções. Se você teve esses problemas durante o desenvolvimento, uma correção foi lançada e eles serão resolvidos ao longo do tempo.
  • A funcionalidade de visualização da API Topics agora tem paridade com o Sandbox de privacidade nas prévias para desenvolvedores Android. Um autor de chamada da API Topics pode visualizar temas sem incluir a chamada de extração de temas no cálculo semanal e sem afetar a lista de temas observados para o autor da chamada. Consulte o campo shouldRecordObservation para mais detalhes.
  • Para ativar os testes no FLEDGE no Android, inscreva-se no programa Beta (em inglês) e use a mesma Conta do Google para fazer login nos seus dispositivos de teste. Caso contrário, as tentativas de chamar APIs causam uma IllegalStateException com a mensagem "O serviço não está disponível". O FLEDGE será restabelecido na próxima versão Beta.

    Enquanto isso, os testes usando as prévias para desenvolvedores podem continuar e são recomendados. O FLEDGE pode ser ativado manualmente em dispositivos com estas ressalvas:

    É possível ativar o FLEDGE com os comandos adb abaixo. No entanto, isso faz com que o processo de busca em segundo plano falhe, o que afeta negativamente as métricas de integridade do sistema. Essa não é uma solução permanente, porque esses valores podem ser redefinidos pela plataforma.

    adb shell device_config set_sync_disabled_for_tests persistent
    adb shell setprop debug.adservices.fledge_select_ads_kill_switch false
    adb shell setprop debug.adservices.fledge_custom_audience_service_kill_switch false
    adb shell device_config put adservices fledge_background_fetch_enabled true
    

Prévia para desenvolvedores 8

Data de lançamento: 23 de maio de 2023

Limitações conhecidas

  • Embora os filtros de limite de frequência do tipo WIN possam ser adicionados a anúncios da API Protected Audience, ainda não há suporte para o WIN, e os filtros desse tipo são ignorados.
  • Para informar as impressões vencedoras aos compradores vencedores dos leilões da API Protected Audience, os compradores precisam estar inscritos no Sandbox de privacidade. Esse requisito não pode ser substituído.
  • Para conferir as configurações do Sandbox de privacidade em um dispositivo em que ele está disponível, acesse Configurações > Google > Anúncios > Sandbox de privacidade.
  • Não é possível implantar projetos com emuladores no Android Studio Giraffe. Use outra versão do programa. Uma correção será lançada no Android Studio Giraffe em 26 de maio de 2023.

API Protected Audience

API Attribution Reporting

  • Foram adicionados filtros do acionador OR. Isso significa que os filtros agora consistem em um conjunto, ou seja, uma lista de mapas de filtro. Se nenhum dos mapas de filtro no conjunto corresponder aos dados da origem, o objeto event_trigger_data será ignorado.
  • A expiração de impressão e a janela de relatório para agregação e APIs no nível do evento foram dissociadas.
  • Foi adicionado suporte a chaves de eliminação de duplicação em relatórios agregáveis.
  • O scheduled_report_time foi adicionado aos relatórios de eventos para ter paridade com o Sandbox de privacidade para a Web.
  • A atribuição de várias redes sem redirecionamentos foi implementada.

SDK Runtime

Prévia para desenvolvedores 7

Data de lançamento: 26 de janeiro de 2023

FLEDGE na API Android

  • O parâmetro custom_audience_signals foi renomeado nos seguintes métodos JavaScript:
    • generateBid() foi renomeado como custom_audience_bidding_signals.
    • scoreAd() foi renomeado como custom_audience_scoring_signals.
    • reportWin() foi renomeado como custom_audience_reporting_signals.
  • Nesta versão, adicionamos uma nova substituição de selectAds, que usa AdSelectionFromOutcomeConfig para comparar resultados de selectAds. Isso permite que os SDKs de adtech que usam essa API executem a mediação em hierarquia. Confira mais detalhes no guia para desenvolvedores.
  • A API selectAds() agora tem suporte ao armazenamento em cache para o JavaScript da lógica de lances e pontuação buscado durante o processo de seleção de anúncios.
    • É possível controlar o cache com cabeçalhos Cache-Control retornados pelos servidores durante a chamada de busca do JavaScript. Use no-cache ou no-store para evitar que as respostas do JavaScript sejam armazenadas em cache e use max-age para controlar a duração do cache.
    • A max-age da entrada de cache atual é definida como dois dias por padrão.

API Attribution Reporting no Android

  • Esta versão adiciona suporte a redirecionamentos em cadeia para registerSource() e registerTrigger(). O consumidor da API agora pode usar um redirecionamento HTTP como a resposta do servidor.

Versão Beta inicial, janeiro de 2023

Data de lançamento: 9 de janeiro de 2023

O Sandbox de privacidade no Android Beta 1 representa a primeira disponibilidade das APIs Privacy Sandbox em dispositivos públicos e adiciona melhorias às áreas listadas abaixo.

Geral

  • O Sandbox de privacidade no Android Beta 1 tem funcionalidades equivalentes à prévia para desenvolvedores 5, com alguns recursos e limitações listados abaixo.
  • Os desenvolvedores precisam concluir um processo de inscrição para usar APIs relacionadas a anúncios, incluindo Topics, FLEDGE e Attribution Reporting. O processo de registro verifica a identidade do desenvolvedor e coleta dados específicos do desenvolvedor necessários pelas APIs.
  • Com a versão do Sandbox de privacidade do Android Beta 1, os desenvolvedores que se inscreveram e enviaram detalhes para a lista de permissões podem testar nos próprios dispositivos físicos. Para desenvolver em APIs estáveis na versão, faça o download das novas Extensões de serviços de anúncios do SDK 4.

API Topics

API Attribution Reporting

  • A API Attribution Reporting foi desativada e não está disponível para uso nesta versão. O acesso a ela será reativado na próxima versão Beta. Recomendamos que você continue testando com as prévias para desenvolvedores.

SDK Runtime

Esperamos que as limitações abaixo sejam corrigidas na próxima versão principal da Plataforma Android:

  • No momento, a renderização de anúncios em uma visualização rolável, como RecyclerView, não funciona corretamente. Pode haver instabilidade se o elemento for redimensionado. Os eventos de rolagem do usuário não são transmitidos corretamente para o ambiente de execução.
  • A renderização de WebView não está disponível no processo do SDK Runtime.
  • O armazenamento por SDK não está disponível.
  • O suporte às APIs getAdId e getAppSetId ainda não foi ativado.

Prévia para desenvolvedores 6

Data de lançamento: 31 de outubro de 2022

O Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 6 do Android inclui melhorias nestas áreas:

Geral

  • Em preparação para o lançamento de produção, a prévia para desenvolvedores 6 introduziu uma flag para desativar o acesso à API de preservação de privacidade por padrão. Para fins de teste, ative o acesso à API de preservação de privacidade na prévia para desenvolvedores executando este comando:

    adb shell device_config put adservices global_kill_switch false
    
  • As APIs AdIdManager e AppSetIdManager exigem o Google Play Services versão 22.36.16 ou mais recente.

    • Em um dispositivo Android, verifique se a versão correta está listada em Configurações > Apps > Google Play Services.
    • Se você precisar atualizar o Google Play Services para a versão correta, faça login no dispositivo de teste ou emulador do Android com uma Conta do Google. Depois, acesse Google Play Store > ícone de perfil > Configurações > Sobre. No título Versão da Play Store, toque em Atualizar Play Store.
    • Essa etapa é aplicável apenas para desenvolvimento e testes e não será necessária depois que o Sandbox de privacidade for lançado para usuários públicos.

API Topics

  • Foi adicionada uma API Preview para alternar se getTopics pode ou não ser registrado como um observador.
  • Pequenas mudanças no código de inicialização da classe GetTopicsRequest.
  • Lançamento do guia de integração de temas.

FLEDGE na API Android

  • Se você estiver testando com servidores reais, a ativação da API agora será aplicada. Siga estas etapas para configurar seu dispositivo. Estas etapas não serão necessárias se você estiver usando as substituições remotas presentes no app de exemplo.
  • Mudanças interruptivas:
    • O Url foi substituído nos parâmetros por Uri. Isso se aplica a todas as APIs do FLEDGE e ao JavaScript personalizado para lances e lógica de pontuação.
    • Remoção do campo owner das entradas da API Custom Audience.
  • Públicos-alvo personalizados incompletos agora são imediatamente qualificados para a atualização em segundo plano.
  • O limite de memória JavaScript agora está definido como 10 MB. Isso se aplica à lógica de lances e pontuações.

API Attribution Reporting

  • As adtechs precisam se inscrever antes de usar a API Attribution Reporting na prévia para desenvolvedores 6. Consulte Registrar uma conta do Sandbox de privacidade para mais informações.
  • Esta versão introduz chaves de depuração, que permitem aos desenvolvedores receber relatórios inalterados com os relatórios aprimorados de privacidade da API Attribution Reporting. As chaves de depuração oferecem a chance de ganhar mais visibilidade sobre a estrutura dos relatórios durante a transição com o Sandbox de privacidade.

Prévia para desenvolvedores 5

Geral

  • Antes de acessar as APIs do Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 5, primeiro você precisa ativar as APIs e configurar permissões específicas da API.
    • Os designs do Sandbox de privacidade do Android permitem que os usuários controlem se as APIs que preservam a privacidade e o SDK Runtime estão ativos no dispositivo. Essas configurações são definidas como desativadas por padrão na prévia para desenvolvedores 5. É possível ativar o acesso à API usando um comando adb.
    • O app autor da chamada precisa especificar permissões específicas da API no manifesto e as configurações do AdServices relacionadas que controlam o acesso dos SDKs incorporados.
  • Os apps precisam chamar as APIs de preservação de privacidade ao serem executadas em primeiro plano.
  • AdIdManager e AppSetIdManager não estão em operação no momento. Eles serão ativados em uma próxima. versão

SDK Runtime

  • O uso de sendData() será descontinuado em uma versão futura.
  • O loadSdk() agora retorna um objeto IBinder para facilitar a comunicação bidirecional entre o SDK ativado pelo ambiente de execução e os apps definidos em AIDL.
  • Os apps têm acesso a outros eventos de ciclo de vida do SDK ativados pelo ambiente de execução, como quando o processo do SDK é encerrado.

API Attribution Reporting

Esta versão introduz outros recursos na API Attribution Reporting, incluindo:

  • Suporte a relatório de agregação criptografado.
  • Suporte a medição na Web e em apps diferentes.
  • Cabeçalhos consolidados nas respostas de registro de origem e acionador:
    • Origem: Attribution-Reporting-Register-Aggregatable-Source agora faz parte de Attribution-Reporting-Register-Source
    • Acionador: Attribution-Reporting-Register-Event-Trigger, Attribution-Reporting-Register-Aggregatable-Trigger-Data e Attribution-Reporting-Register-Aggregatable-Values foram consolidados em um único cabeçalho chamado Attribution-Reporting-Register-Event-Trigger
    • Attribution-Reporting-Redirects ainda é um cabeçalho separado

FLEDGE na API Android

Esta versão inclui vários novos recursos e melhorias, bem como alterações interruptivas:

  • Alterações interruptivas:
    • runAdSelection() foi renomeado como selectAds().
    • Substituímos o parâmetro de AdSelectionConfig.Builder.setAdSelectionSignals() por AdSelectionSignals, que representa um objeto JSON.
    • O uso de String foi substituído para representar um comprador/vendedor de adtech pelo objeto AdTechIdentifier.
    • Adição das classes TestCustomAudienceManager e TestAdSelectionManager para substituir a busca remota de JavaScript.
    • É necessário que o proprietário de um público-alvo personalizado seja o nome do pacote do app autor da chamada.
  • As APIs FLEDGE agora validam o app autor da chamada em relação a um conjunto de restrições e limitações descrito no guia do desenvolvedor. Veja alguns exemplos importantes abaixo.
    • selectAds e reportImpression agora têm limites de tempo de execução. Após esse período, a chamada será encerrada.
    • selectAds e reportImpression agora têm um limite de memória consumida durante a execução do JavaScript. As APIs vão gerar um erro se o consumo de memória exceder os limites configurados.
    • selectAds e reportImpression agora validam o objeto AdSelectionConfig para garantir que os campos sejam sintaticamente válidos e que os URLs estejam no eTLD+1 usado no campo do vendedor.
    • AdServices agora valida públicos-alvo personalizados no momento da criação. Algumas dessas validações incluem garantir que o prazo de validade seja válido e aplicam um limite ao número de públicos-alvo personalizados que um app pode criar e ao tamanho total dos anúncios fornecidos na chamada joinCustomAudience. A validação também impõe que os URIs fornecidos para indicadores e a recuperação da lógica de lances, além da busca em segundo plano, estejam todos no domínio do comprador.
  • Os metadados de público-alvo personalizados são atualizados diariamente por um processo de busca em segundo plano.
  • Os públicos-alvo personalizados são removidos quando o app "proprietário" é desinstalado.
  • Adição de suporte para especificar indicadores de pontuação confiáveis e dados de lances confiáveis durante a seleção de anúncios. Veja um exemplo de código para o formato de resposta.
  • As APIs do FLEDGE para Android dependem da versão 105.0.5195.58 ou mais recente do WebView. Consulte as informações de configuração no guia do desenvolvedor para mais detalhes.
  • Problemas conhecidos:

    • No momento, ao participar de um público-alvo personalizado, a plataforma não realiza atualizações em segundo plano imediatamente, se algum dos metadados ou valores de AdData estiverem vazios ou forem null. O público-alvo personalizado não estará qualificado para seleções de anúncios até que ele seja atualizado um dia depois. Em uma versão futura, os públicos-alvo personalizados incompletos serão imediatamente qualificados para atualizações de busca em segundo plano. O limite de memória padrão atual para a execução do JavaScript é muito baixo e pode fazer com que as cargas de trabalho normais falhem com o JavaScriptEngine em dispositivos. A execução do JavaScript pode encerrar inesperadamente com a mensagem de erro "Fatal javascript OOM in CALL_AND_RETRY_LAST".

      Você pode resolver isso manualmente configurando o limite de memória adequado com o seguinte comando:

      adb shell "device_config put adservices fledge_js_isolate_enforce_max_heap_size 10485760"
      
    • Os anúncios personalizados de público-alvo que não correspondem à estrutura JSON necessária são atualizados durante a busca em segundo plano.

API Topics

  • Atualizamos a taxonomia de apps para dispositivos móveis.
  • Atualizamos a proposta de design e os apps de exemplo (link em inglês) com o lançamento da interface de configurações para conferir os temas atribuídos.

Atualizações de ferramentas

O Android Studio Canary oferece suporte à criação de APKs do SDK com um novo tipo de módulo. O Guia para desenvolvedores do SDK Runtime foi atualizado, e os apps de exemplo do Sandbox de privacidade no GitHub (link em inglês) refletem essa atualização.

Prévia para desenvolvedores 4

Data de lançamento: 14 de julho de 2022

O Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 4 do Android inclui melhorias às seguintes áreas:

SDK Runtime

  • Os apps agora podem se comunicar com os SDKs ativados no momento da execução (RE-SDKs, na sigla em inglês) pela adição da sendData().
  • O armazenamento local agora está disponível no processo do SDK Runtime.
  • Um SDK também pode renderizar anúncios ou conteúdos em vídeo independentes no SDK Runtime.
  • Adicionamos esclarecimentos sobre a reflexão para incluir a capacidade de usá-la, desde que o conteúdo não esteja em outro RE-SDK.

API Attribution Reporting

Esta versão introduz mudanças para melhorar a clareza sobre o uso da API Attribution Reporting, como:

  • Mudanças no formato de relatórios agregados para melhorar a legibilidade.
  • Atualização nos campos de cabeçalho dos recursos de lance e filtro de conversão.
  • Incluímos esclarecimentos na referência da API WebApp para explicar o registro de origem e acionamento, bem como a disponibilidade da API de privacidade e consentimento.

FLEDGE na API Android

Esta versão inclui novos recursos para ajudar nos testes e na capacidade de depuração, além de melhorias internas:

  • Inclusão de suporte à substituição de URLs remotos para recuperar lógica do JavaScript durante o desenvolvimento.
  • Relatórios de erros aprimorados durante a seleção de anúncios.
  • Os públicos-alvo personalizados inativos agora são filtrados durante a seleção de anúncios.

API Topics

Esta versão inclui várias mudanças importantes na API Topics, principalmente:

  • O tipo de retorno da API getTopics() foi mudado para o novo tipo de objeto Topic, que encapsula IDs de números inteiros que correspondem a temas na taxonomia, informações sobre o classificador e as versões da taxonomia. Atualize os apps existentes que usam essa API.
  • A API Topics agora requer uma nova permissão normal.
  • O sistema "Classificador no dispositivo" foi introduzido para atribuir temas dinamicamente com base nas informações do app disponíveis publicamente.

Problemas conhecidos

  • A versão inicial dessas imagens de dispositivos (revisão 6) não é carregada no Android Emulator versão 31.2.10. As imagens de dispositivos atualizadas para resolver o problema foram disponibilizadas em 27 de julho de 2022.

Prévia para desenvolvedores 3

Data de lançamento: 9 de junho de 2022

O Sandbox de privacidade na prévia para desenvolvedores 3 do Android adiciona funcionalidades à API Attribution Reporting e ao FLEDGE no Android.

API Attribution Reporting

A API Attribution Reporting melhora a privacidade do usuário ao remover a dependência de identificadores do usuário entre diferentes partes, e também oferece suporte aos principais casos de uso para avaliação de métricas de conversão e atribuição em apps.

Esta versão inclui recursos para desenvolvedores e ajuda você a testar os recursos da API Attribution Reporting abaixo:

  • Registro de fonte de atribuição e acionamento de eventos.
  • Uso de atribuição com prioridade de fonte e pós-instalação.
  • Recebimento de relatórios de eventos.
  • Recebimento de relatórios agregáveis, que não são criptografados nesta versão.

Fornecemos um app de exemplo e um servidor de adtech de referência para ajudar nos testes.

Problemas conhecidos:

FLEDGE no Android

O FLEDGE no Android apresenta uma nova maneira de mostrar anúncios com base em públicos-alvo personalizados definidos pelos desenvolvedores de apps com base nas interações no app. Essa solução armazena as informações e os anúncios associados localmente e fornece um framework para organizar os fluxos de trabalho de seleção de anúncios.

Esta versão inclui recursos para desenvolvedores e ajuda você a testar estes recursos do FLEDGE no Android:

  • Participação ou saída de um público-alvo personalizado e observação de como os valores de parâmetro podem afetar os resultados do leilão.
  • Busca do código JavaScript de leilões em endpoints remotos.
  • Configuração e início de leilões de anúncios no dispositivo.
  • Processamento de relatórios de impressão.
  • Fornecimento de um app de exemplo e uma configuração de servidor simulada para ajudar nos testes.

Problemas conhecidos:

Prévia para desenvolvedores 2

Data de lançamento: 17 de maio de 2022

A prévia para desenvolvedores 2 inclui as primeiras visualizações das APIs de relatórios de atribuição do MeasurementManager.

  • Você pode chamar registerSource() e registerTrigger() para registrar eventos de anúncio do app e receber dados do relatório no nível do evento para a atribuição de app para app. A implementação atual usa a atribuição de último toque. Os relatórios são programados para serem enviados conforme definido pelas janelas de geração de relatórios. Consulte a referência da API MeasurementManager para mais informações.
  • O upload do relatório ocorre ao final de intervalos de tempo fixos, e não no horário exato programado. O intervalo de upload de relatórios é de quatro horas por padrão, mas ele pode ser substituído pelo seguinte comando do adb:

    adb shell device_config put adservices measurement_main_reporting_job_period_ms <duration in milliseconds>
    
  • Um app de exemplo e um servidor de adtech de referência para testar APIs serão publicados em uma versão futura.

  • Outros recursos da API Attribution Reporting da classe MeasurementManager, como relatórios agregados, atribuição pós-instalação e redirecionamentos, vão estar disponíveis em uma versão futura.

Prévia para desenvolvedores 1

Data de lançamento: 28 de abril de 2022

A prévia para desenvolvedores 1 inclui pré-lançamentos da API Topics e do SDK Runtime. A funcionalidade para FLEDGE no Android e APIs Attribution Reporting vai ser disponibilizada em uma versão futura.

  • API Topics
    • No momento, a API getTopics() retorna valores de teste com base em classificação off-line para um conjunto limitado de apps. As classificações no dispositivo ainda não foram implementadas.
    • Você pode usar comandos adb para substituir intervalos e forçar a contabilização da época.
    • Leia o guia para desenvolvedores da Topics para ver mais detalhes.
  • SDK Runtime
    • É possível empacotar e criar SDKs ativados pelo ambiente de execução (SDKs RE) usando o novo elemento <sdk-library> no arquivo de manifesto do app do SDK. Instale os SDKs RE em um dispositivo ou emulador de teste com suporte, da mesma forma que você instalaria um app durante o desenvolvimento.
    • É possível integrar um app com SDKs RE, carregá-los no SDK Runtime e testar o impacto do acesso restrito no código do SDK (permissões, memória e comunicações entre app e SDK). As APIs Storage para SDKs RE ainda não foram implementadas e vão ser disponibilizadas em uma versão futura.
    • Um SDK pode renderizar anúncios de banner ou de conteúdo baseados em WebView no ambiente SDK Runtime.
    • Veja mais informações no guia para desenvolvedores do ambiente de execução do SDK.
  • Verificações de lint para Android
    • As verificações de lint do Android podem mostrar avisos incorretamente em projetos compilados com o nível da API TiramisuPrivacySandbox. Por exemplo, você pode encontrar a mensagem de aviso "A chamada requer o nível 33 da API". Esse problema pode ser resolvido temporariamente usando a anotação @SuppressLint("NewApi").