Visão geral de recursos e APIs

O Android 14 introduz ótimos recursos e APIs para desenvolvedores. As informações a seguir ajudam você a saber mais sobre os recursos dos seus apps e a começar a usar as APIs relacionadas.

Para uma lista detalhada de APIs adicionadas, modificadas e removidas, leia o Relatório de diferenças da API. Para conferir detalhes sobre as APIs adicionadas, acesse a Referência da API do Android. No Android 14, procure APIs que foram adicionadas no nível 34. Para saber mais sobre as áreas em que as mudanças na plataforma podem afetar seus apps, confira as mudanças de comportamento do Android 14 para apps destinados ao Android 14 e para todos os apps.

Internacionalização

Seleção de idioma por app

O Android 14 expande os recursos de linguagem por app lançados no Android 13 (API de nível 33) com estes recursos extras:

  • Gerar automaticamente o localeConfig de um app: a partir do Android Studio Giraffe Canary 7 e do AGP 8.1.0-alpha07, é possível configurar seu app para oferecer suporte a seleção de idioma por app automaticamente. Com base nos recursos do projeto, o Plug-in do Android para Gradle gera o arquivo LocaleConfig e adiciona uma referência a ele no arquivo de manifesto final. Assim, não é mais necessário criar ou atualizar o arquivo manualmente. O AGP usa os recursos nas pastas res dos módulos do app e qualquer dependência de módulos de biblioteca para determinar as localidades que serão incluídas no arquivo LocaleConfig.

  • Atualizações dinâmicas para o localeConfig de um app: use os métodos setOverrideLocaleConfig() e getOverrideLocaleConfig() em LocaleManager para atualizar dinamicamente a lista de idiomas com suporte no app nas configurações do sistema do dispositivo. Use essa flexibilidade para personalizar a lista de idiomas com suporte por região, executar experimentos A/B ou fornecer uma lista atualizada de localidades se o app usar pushes do lado do servidor para localização.

  • Visibilidade do idioma do app para Editores de método de entrada (IMEs): os IMEs podem usar o método getApplicationLocales() para conferir o idioma do app atual e associar o idioma do IME a ele.

API Grammatical Inflection

3 billion people speak gendered languages: languages where grammatical categories—such as nouns, verbs, adjectives, and prepositions—inflect according to the gender of people and objects you talk to or about. Traditionally, many gendered languages use masculine grammatical gender as the default or generic gender.

Addressing users in the wrong grammatical gender, such as addressing women in masculine grammatical gender, can negatively impact their performance and attitude. In contrast, a UI with language that correctly reflects the user's grammatical gender can improve user engagement and provide a more personalized and natural-sounding user experience.

Para ajudar a criar uma interface focada no usuário para idiomas com flexão de gênero, o Android 14 apresenta a API Grammatical Inflection, que permite adicionar suporte aos gêneros gramaticais sem refatorar o app.

Preferências regionais

As preferências regionais permitem que os usuários personalizem unidades de temperatura, o primeiro dia da semana e sistemas de numeração. Um europeu que mora nos Estados Unidos pode preferir que as unidades de temperatura estejam em Celsius em vez de Fahrenheit e que apps tratem a segunda-feira como o início da semana, em vez do padrão dos EUA de usar o domingo.

Os novos menus de configurações do Android para essas preferências oferecem aos usuários um local detectável e centralizado para mudar as preferências do app. Essas preferências também são mantidas com backup e restauração. Várias APIs e intents (como getTemperatureUnit e getFirstDayOfWeek) permitem que o app acesse as preferências do usuário, ajustando a forma como as informações são exibidas. Também é possível registrar um BroadcastReceiver em ACTION_LOCALE_CHANGED para processar mudanças de configuração de localidade quando as preferências regionais mudam.

Para encontrar essas configurações, abra o app Configurações e navegue até Sistema > Idiomas e entrada > Preferências regionais.

Tela de preferências regionais nas configurações do sistema Android.
Opções de temperatura para preferências regionais nas configurações do sistema Android.

Acessibilidade

Dimensionamento de fonte não linear para 200%

No Android 14 e versões mais recentes, o sistema oferece suporte ao escalonamento de fontes até 200%, oferecendo aos usuários com baixa visão outras opções de acessibilidade alinhadas às Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG, na sigla em inglês).

Para evitar que elementos de texto grandes na tela fiquem grandes demais, o sistema aplica uma curva de dimensionamento não linear. Essa estratégia significa que textos grandes não são dimensionados na mesma taxa que os menores. O dimensionamento de fonte não linear ajuda a preservar a hierarquia proporcional entre elementos de tamanhos diferentes, reduzindo problemas com o dimensionamento linear em graus elevados, como cortes de texto ou dificuldade de leitura devido a telas muito grandes.

Testar o app com dimensionamento de fontes não linear

Ative o tamanho máximo da fonte nas configurações de acessibilidade de um dispositivo para testar o app.

Se você já usa unidades de pixels dimensionados (sp, na sigla em inglês) para definir o dimensionamento do texto, essas outras opções e melhorias de dimensionamento são aplicadas automaticamente ao texto do app. No entanto, ainda é necessário realizar testes de interface com o tamanho máximo da fonte ativado (200%) para garantir que o app aplique os tamanhos de fonte corretamente e possa acomodar fontes maiores sem afetar a usabilidade.

Para ativar o tamanho de fonte de 200%, siga estas etapas:

  1. Abra o app Configurações e navegue até Acessibilidade > Texto e tamanho de exibição.
  2. Na opção Tamanho da fonte, toque no ícone de adição (+) até ativar a configuração de tamanho máximo de fonte, conforme mostrado na imagem que acompanha esta seção.

Usar unidades de pixels dimensionados (sp) para tamanhos de texto

Sempre especifique tamanhos de texto em unidades de sp. Quando o app usa unidades de sp, o Android pode aplicar o tamanho de texto preferencial do usuário e escaloná-lo adequadamente.

Não use unidades de sp para preenchimento ou defina as alturas da visualização presumindo que o padding implícito: com o dimensionamento de fonte não linear, as dimensões de sp podem não ser proporcionais. Portanto, 4sp + 20sp podem não ser iguais a 24sp.

Converter unidades de pixels dimensionados

Use TypedValue.applyDimension() para converter unidades de sp em pixels, e TypedValue.deriveDimension() para converter pixels em sp. Esses métodos aplicam a curva de dimensionamento não linear adequada automaticamente.

Evite equações fixadas no código usando Configuration.fontScale ou DisplayMetrics.scaledDensity. Como o dimensionamento da fonte não é linear, o campo scaledDensity não é mais preciso. O campo fontScale precisa ser usado apenas para fins informativos porque as fontes não são mais escalonadas com um único valor escalar.

Usar unidades sp para lineHeight

Sempre defina android:lineHeight usando unidades sp em vez de dp, para que a altura da linha seja dimensionada de acordo com o texto. Caso contrário, se o texto for sp, mas a lineHeight estiver em dp ou px, ele não será dimensionado e parecerá apertado. A TextView corrige automaticamente a lineHeight para que as proporções pretendidas sejam preservadas, mas somente se textSize e lineHeight forem definidos em unidades sp.

Câmera e mídia

Ultra HDR para imagens

An illustration of Standard Dynamic Range (SDR) versus High Dynamic Range (HDR) image quality.

Android 14 adds support for High Dynamic Range (HDR) images that retain more of the information from the sensor when taking a photo, which enables vibrant colors and greater contrast. Android uses the Ultra HDR format, which is fully backward compatible with JPEG images, allowing apps to seamlessly interoperate with HDR images, displaying them in Standard Dynamic Range (SDR) as needed.

Rendering these images in the UI in HDR is done automatically by the framework when your app opts in to using HDR UI for its Activity Window, either through a manifest entry or at runtime by calling Window.setColorMode(). You can also capture compressed Ultra HDR still images on supported devices. With more colors recovered from the sensor, editing in post can be more flexible. The Gainmap associated with Ultra HDR images can be used to render them using OpenGL or Vulkan.

Zoom, foco, pós-visualização e muito mais nas extensões da câmera

O Android 14 faz upgrade e melhora as extensões da câmera, permitindo que os apps lidem com tempos de processamento mais longos, possibilitando imagens aprimoradas usando algoritmos de computação intensiva, como fotografia com pouca luz em dispositivos com suporte. Esses recursos oferecem aos usuários uma experiência ainda mais robusta ao usar os recursos de extensão da câmera. Exemplos dessas melhorias incluem:

Zoom no sensor

Quando REQUEST_AVAILABLE_CAPABILITIES_STREAM_USE_CASE em CameraCharacteristics contiver SCALER_AVAILABLE_STREAM_USE_CASES_CROPPED_RAW, seu app poderá usar recursos avançados de sensor para dar a um stream RAW cortado os mesmos pixels do campo de visão completo, usando um CaptureRequest com um destino RAW que tenha o caso de uso de stream definido como CameraMetadata.SCALER_AVAILABLE_STREAM_USE_CASES_CROPPED_RAW. Ao implementar os controles de substituição de solicitação, a câmera atualizada oferece aos usuários controle de zoom mesmo antes que outros controles da câmera estejam prontos.

Áudio USB sem perdas

Android 14 gains support for lossless audio formats for audiophile-level experiences over USB wired headsets. You can query a USB device for its preferred mixer attributes, register a listener for changes in preferred mixer attributes, and configure mixer attributes using the AudioMixerAttributes class. This class represents the format, such as channel mask, sample rate, and behavior of the audio mixer. The class allows for audio to be sent directly, without mixing, volume adjustment, or processing effects.

Produtividade e ferramentas para desenvolvedores

Credential Manager

Android 14 adds Credential Manager as a platform API, with additional support back to Android 4.4 (API level 19) devices through a Jetpack Library using Google Play services. Credential Manager aims to make sign-in easier for users with APIs that retrieve and store credentials with user-configured credential providers. Credential Manager supports multiple sign-in methods, including username and password, passkeys, and federated sign-in solutions (such as Sign-in with Google) in a single API.

Passkeys provide many advantages. For example, passkeys are built on industry standards, can work across different operating systems and browser ecosystems, and can be used with both websites and apps.

For more information, see the Credential Manager and passkeys documentation and the blogpost about Credential Manager and passkeys.

Conexão Saúde

A Conexão Saúde é um repositório no dispositivo para dados de saúde e condicionamento físico do usuário. Ele permite que os usuários compartilhem dados entre os apps favoritos deles, com um único local para controlar quais dados querem compartilhar com esses apps.

Em dispositivos com versões do Android anteriores à 14, a Conexão Saúde está disponível para download como um app na Google Play Store. No Android 14 e versões mais recentes, a Conexão Saúde faz parte da plataforma e recebe atualizações do sistema do Google Play sem exigir um download separado. Com isso, a Conexão Saúde pode ser atualizada com frequência, e seus apps podem confiar que ela esteja disponível em dispositivos com o Android 14 ou mais recente. Os usuários podem acessar o app Conexão Saúde nas configurações do dispositivo, com controles de privacidade integrados às configurações do sistema.

Os usuários podem começar a usar o app Conexão Saúde sem fazer o download separado de app em dispositivos com o Android 14 ou versões mais recentes.
Os usuários podem controlar quais apps têm acesso aos dados de saúde e condicionamento físico nas configurações do sistema.

A Conexão Saúde inclui vários novos recursos no Android 14, como trajetos de exercícios para que os usuários possam compartilhar um trajeto do treino, que pode ser visualizado em um mapa. Um trajeto é definido como uma lista de locais salvos em uma janela de tempo, e seu app pode inserir trajetos em sessões de exercícios, vinculando-os. Para garantir que os usuários tenham controle total sobre esses dados sensíveis, eles precisam permitir o compartilhamento de rotas individuais com outros apps.

Para mais informações, consulte a documentação da Conexão Saúde e a postagem do blog sobre Novidades no Android Health (link em inglês).

Atualizações do OpenJDK 17

Android 14 continues the work of refreshing Android's core libraries to align with the features in the latest OpenJDK LTS releases, including both library updates and Java 17 language support for app and platform developers.

The following features and improvements are included:

  • Updated approximately 300 java.base classes to Java 17 support.
  • Text Blocks, which introduce multi-line string literals to the Java programming language.
  • Pattern Matching for instanceof, which allows an object to be treated as having a specific type in an instanceof without any additional variables.
  • Sealed classes, which allow you restrict which classes and interfaces can extend or implement them.

Thanks to Google Play system updates (Project Mainline), over 600 million devices are enabled to receive the latest Android Runtime (ART) updates that include these changes. This is part of our commitment to give apps a more consistent, secure environment across devices, and to deliver new features and capabilities to users independent of platform releases.

Java and OpenJDK are trademarks or registered trademarks of Oracle and/or its affiliates.

Melhorias para app stores

O Android 14 apresenta várias APIs PackageInstaller que permitem que as app stores melhorem a experiência do usuário.

Solicitar aprovação da instalação antes do download

A instalação ou atualização de um app pode exigir a aprovação do usuário. Por exemplo, quando um instalador usando a permissão REQUEST_INSTALL_PACKAGES tenta instalar um novo app. Nas versões anteriores do Android, as app stores só podem solicitar a aprovação do usuário depois que os APKs são gravados na sessão de instalação e a sessão é confirmada.

No Android 14 e versões mais recentes, o método requestUserPreapproval() permite que os instaladores solicitem a aprovação do usuário antes de confirmar a sessão de instalação. Essa melhoria permite que a app store adie o download de APKs até que a instalação seja aprovada pelo usuário. Além disso, depois que um usuário aprova a instalação, a app store pode fazer o download e instalar o app em segundo plano sem interromper o usuário.

Reivindicar a responsabilidade por atualizações futuras

O método setRequestUpdateOwnership() permite que um instalador indique ao sistema que pretende ser responsável por futuras atualizações de um app que ele está instalando. Esse recurso permite a aplicação da atualização de propriedade, o que significa que apenas o proprietário da atualização tem permissão para instalar atualizações automáticas no app. A aplicação da atualização de propriedade ajuda a garantir que os usuários recebam atualizações apenas da app store esperada.

Qualquer outro instalador, incluindo aqueles que usam a permissão INSTALL_PACKAGES, precisa receber aprovação explícita do usuário para instalar uma atualização. Se um usuário decidir continuar com uma atualização de outra fonte, a propriedade da atualização será perdida.

Atualizar apps em momentos menos incômodos

Geralmente, as app stores não querem atualizar um app que está em uso, porque isso encerra os processos em execução e pode interromper o que o usuário está fazendo.

No Android 14 e versões mais recentes, a API InstallConstraints oferece aos instaladores uma maneira de garantir que as atualizações do app ocorram em um momento oportuno. Por exemplo, uma app store pode chamar o método commitSessionAfterInstallConstraintsAreMet() para garantir que uma atualização só seja confirmada quando o usuário não estiver mais interagindo com o app em questão.

Instalar divisões opcionais de forma simples

Com os APKs divididos, os recursos de um app podem ser enviados em arquivos APK separados em vez de como um APK monolítico. Os APKs divididos permitem que as app stores otimizem a entrega de diferentes componentes do app. Por exemplo, app stores podem otimizar com base nas propriedades do dispositivo de destino. A API PackageInstaller oferece suporte a divisões desde que foi introduzida no nível 22 da API.

No Android 14, o método setDontKillApp() permite que um instalador indique que os processos em execução do app não serão encerrados quando novas divisões forem instaladas. As app stores podem usar esse recurso para instalar novos recursos enquanto o usuário está usando o app.

Pacotes de metadados do app

No Android 14 e versões mais recentes, o instalador do pacote do Android permite especificar metadados do app, por exemplo, práticas de segurança de dados, para incluir em páginas de app stores, como o Google Play.

Detectar quando usuários fazem capturas de tela no dispositivo

To create a more standardized experience for detecting screenshots, Android 14 introduces a privacy-preserving screenshot detection API. This API lets apps register callbacks on a per-activity basis. These callbacks are invoked, and the user is notified, when the user takes a screenshot while that activity is visible.

Experiência do usuário

Ações personalizadas e melhoria na classificação do Sharesheet

Android 14 updates the system sharesheet to support custom app actions and more informative preview results for users.

Add custom actions

With Android 14, your app can add custom actions to the system sharesheet it invokes.

Screenshot of custom actions on the sharesheet.

Improve ranking of Direct Share targets

Android 14 uses more signals from apps to determine the ranking of the direct share targets to provide more helpful results for the user. To provide the most useful signal for ranking, follow the guidance for improving rankings of your Direct Share targets. Communication apps can also report shortcut usage for outgoing and incoming messages.

Direct Share row in the sharesheet, as shown by 1

Suporte a animações de voltas preditivas integradas e personalizadas

Vídeo: animações de volta preditiva

O Android 13 introduziu a animação de volta preditiva à tela inicial por trás de uma opção do desenvolvedor. Quando usada em um app com suporte para a opção para desenvolvedor ativada, deslizar para trás mostra uma animação indicando que o gesto de retorno sai do app de volta à tela inicial.

O Android 14 inclui várias melhorias e novas orientações para a volta preditiva:

Com esta versão de pré-lançamento do Android 14, todos os recursos de volta preditiva permanecem por trás de uma opção para desenvolvedores. Consulte o guia do desenvolvedor para migrar seu app para a volta preditiva e o guia do desenvolvedor para criar transições personalizadas no app.

Substituições por app do fabricante de dispositivos de tela grande

Per-app overrides enable device manufacturers to change the behavior of apps on large screen devices. For example, the FORCE_RESIZE_APP override instructs the system to resize the app to fit display dimensions (avoiding size compatibility mode) even if resizeableActivity="false" is set in the app manifest.

Overrides are intended to improve the user experience on large screens.

New manifest properties enable you to disable some device manufacturer overrides for your app.

Substituições por app de usuários em telas grandes

As substituições por app mudam o comportamento dos apps em dispositivos de tela grande. Por exemplo, a substituição do fabricante do dispositivo OVERRIDE_MIN_ASPECT_RATIO_LARGE define a proporção do app como 16:9, independente da configuração dele.

O QPR1 do Android 14 permite que os usuários apliquem substituições por app usando um novo menu de configurações em dispositivos de tela grande.

Compartilhamento de tela de app

App screen sharing enables users to share an app window instead of the entire device screen during screen content recording.

With app screen sharing, the status bar, navigation bar, notifications, and other system UI elements are excluded from the shared display. Only the content of the selected app is shared.

App screen sharing improves productivity and privacy by enabling users to run multiple apps but limit content sharing to a single app.

Resposta inteligente com LLM no Gboard no Pixel 8 Pro

On Pixel 8 Pro devices with the December Feature Drop, developers can try out higher-quality smart replies in Gboard powered by on-device Large Language Models (LLMs) running on Google Tensor.

This feature is available as a limited preview for US English in WhatsApp, Line, and KakaoTalk. It requires using a Pixel 8 Pro device with Gboard as your keyboard.

To try it out, first enable the feature in Settings > Developer Options > AiCore Settings > Enable Aicore Persistent.

Next, open a conversation in a supported app to see LLM-powered Smart Reply in Gboard's suggestion strip in response to incoming messages.

Gboard utilizes on-device LLMs to provide higher-quality smart replies.

Gráficos

Os caminhos podem ser consultados e interpolados

A API Path do Android é um mecanismo eficiente e flexível para criar e renderizar gráficos vetoriais, com a capacidade de traçar ou preencher um caminho, construir um caminho a partir de segmentos de linha ou curvas quadráticas ou cúbicas, executar operações booleanas para conseguir formas ainda mais complexas ou todas essas simultaneamente. Uma limitação é a capacidade de descobrir o que está realmente em um objeto de caminho. Os componentes internos do objeto são opacos para os autores da chamada após a criação.

Para criar um Path, chame métodos como moveTo(), lineTo() e cubicTo() para adicionar segmentos de caminho. Mas não há como perguntar a esse caminho quais são os segmentos. Portanto, você precisa manter essas informações no momento da criação.

A partir do Android 14, é possível consultar caminhos para descobrir o que há dentro deles. Primeiro, você precisa conseguir um objeto PathIterator usando a API Path.getPathIterator:

Kotlin

val path = Path().apply {
    moveTo(1.0f, 1.0f)
    lineTo(2.0f, 2.0f)
    close()
}
val pathIterator = path.pathIterator

Java

Path path = new Path();
path.moveTo(1.0F, 1.0F);
path.lineTo(2.0F, 2.0F);
path.close();
PathIterator pathIterator = path.getPathIterator();

Em seguida, chame PathIterator para iterar os segmentos um por um, recuperando todos os dados necessários para cada segmento. Este exemplo usa objetos PathIterator.Segment, que empacotam os dados para você:

Kotlin

for (segment in pathIterator) {
    println("segment: ${segment.verb}, ${segment.points}")
}

Java

while (pathIterator.hasNext()) {
    PathIterator.Segment segment = pathIterator.next();
    Log.i(LOG_TAG, "segment: " + segment.getVerb() + ", " + segment.getPoints());
}

O PathIterator também tem uma versão não alocada de next(), em que é possível transmitir um buffer para armazenar os dados dos pontos.

Um dos casos de uso importantes para consultar os dados Path é a interpolação. Por exemplo, você pode querer animar (ou transformar) entre dois caminhos diferentes. Para simplificar ainda mais esse caso de uso, o Android 14 também inclui o método interpolate() no Path. Supondo que os dois caminhos tenham a mesma estrutura interna, o método interpolate() cria um novo Path com esse resultado interpolado. Este exemplo retorna um caminho com um formato que está na metade do caminho (uma interpolação linear de 0,5) entre path e otherPath:

Kotlin

val interpolatedResult = Path()
if (path.isInterpolatable(otherPath)) {
    path.interpolate(otherPath, .5f, interpolatedResult)
}

Java

Path interpolatedResult = new Path();
if (path.isInterpolatable(otherPath)) {
    path.interpolate(otherPath, 0.5F, interpolatedResult);
}

A biblioteca graphics-path do Jetpack também permite APIs semelhantes em versões anteriores do Android.

Malhas personalizadas com sombreadores de vértice e fragmento

Android has long supported drawing triangle meshes with custom shading, but the input mesh format has been limited to a few predefined attribute combinations. Android 14 adds support for custom meshes, which can be defined as triangles or triangle strips, and can, optionally, be indexed. These meshes are specified with custom attributes, vertex strides, varying, and vertex and fragment shaders written in AGSL.

The vertex shader defines the varyings, such as position and color, while the fragment shader can optionally define the color for the pixel, typically by using the varyings created by the vertex shader. If color is provided by the fragment shader, it is then blended with the current Paint color using the blend mode selected when drawing the mesh. Uniforms can be passed into the fragment and vertex shaders for additional flexibility.

Renderizador de buffer de hardware para o Canvas

To assist in using Android's Canvas API to draw with hardware acceleration into a HardwareBuffer, Android 14 introduces HardwareBufferRenderer. This API is particularly useful when your use case involves communication with the system compositor through SurfaceControl for low-latency drawing.