Mint descobre que quanto mais espaço na tela, mais engajamento

Contexto

A Intuit queria expandir a oferta do Mint.com Personal Finance para dispositivos móveis incluindo uma versão otimizada para tablets Android. No entanto, sabia que simplesmente aproveitar o layout que funcionava para smartphones e mostrar uma versão ampliada não seria um bom aproveitamento das oportunidades que tablets oferecem.

O que eles fizeram

Seguindo as diretrizes de qualidade para tablets, a equipe da Intuit atualizou o Mint para tablets de 7 a 10 polegadas, além dos smartphones. “Sabíamos que tínhamos muito mais espaço e queríamos oferecer uma experiência mais imersiva para nossos usuários", diz Ken Sun, gerente de produto do Intuit Group para a Mint.

Resultados

A Mint usou a área extra da tela em tablets para oferecer acesso rápido a ferramentas e informações adicionais

O app Mint da Intuit, que tem classificação de 4 estrelas no Google Play, oferece vários recursos para tablets Android que não estão disponíveis para smartphones. Isso inclui uma apresentação mais visual dos dados financeiros pessoais: uma alteração que contribuiu para um envolvimento muito maior do usuário.

Por exemplo, 50% a mais dos usuários de tablets Android têm sessões no Mint de cinco minutos ou mais em relação aos usuários de smartphones.

A Intuit também observou que as operações de orçamento do cliente (visualização, edição, detalhamento e outras) são sete vezes mais altas em tablets Android do que em smartphones.

Ken observa que “o uso do smartphone é sinal de uma verificação financeira regular do cliente, enquanto o uso do tablet aponta a uma maior análise e interação com os dados financeiros pessoais daquele cliente. Esse é o tipo de envolvimento imersivo que estávamos buscando. Apps para tablet e smartphone servem como ótimos complementos um para o outro".

Primeiros passos

Saiba como criar uma versão para tablet do seu app conferindo as diretrizes de Qualidade de apps para tablets e como aumentar sua base de usuários.