Visão geral das Ações no app (descontinuado)

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

As Ações no app possibilitam que os usuários iniciem recursos específicos no app com o Google Assistente. Ao permitir o uso de Ações no app, os usuários podem criar links diretos para os apps simplesmente dizendo uma instrução ao Google Assistente. Se o usuário já tiver o app instalado, o Google Assistente vai acionar um link direto quando os usuários disserem uma frase de invocação que inclua o nome do app, por exemplo, "Ok Google, peça pizza da PizzariaTal".

Para ativar Ações no app, adicione um arquivo actions.xml ao projeto do app Android que informe ao Google quais intents integradas têm suporte do seu app. Em alguns casos de uso, você também pode criar Slices do Android e os associar ao arquivo actions.xml.

As Ações no app tem suporte no Android 5 (nível 21 da API) e versões mais recentes. Os usuários só podem acessar Ações no app em smartphones Android e o Google Assistente no Android Go não oferece suporte a elas.

Casos de uso

As Ações no app funcionam melhor para estender a funcionalidade do app Android ao Google Assistente:

  • Link direto para a funcionalidade do app pelo Google Assistente. Conecte os links diretos que já criou a consultas de usuários que sigam padrões predefinidos.
  • Mostrar informações do seu app diretamente no Google Assistente. Forneça aos usuários respostas inline e confirmações simples sem alterar o contexto.

Como as Ações no app funcionam

Da perspectiva do usuário, Ações no app se comportam como atalhos para partes do seu app Android. Quando um usuário invoca uma Ação no app, o Google Assistente faz a correspondência da solicitação com uma intent integrada registrada e o fulfillment certo. Essa correspondência é baseada em informações que você fornece no arquivo actions.xml do app.

Quando a consulta de um usuário corresponde ao padrão predefinido de uma intent integrada, o Google Assistente extrai os parâmetros de consulta em entidades do schema.org (link em inglês) e gera um URL do link direto para Android usando os mapeamentos encontrados em actions.xml.

O Actions on Google usa o URL do link direto, preenchido com parâmetros fornecidos pelo usuário, para levar diretamente a conteúdo específico no app Android sem precisar de outra caixa de diálogo. Para intents integradas que usam um fulfillment do Android Slice, o Google Assistente responde ao usuário diretamente com as informações solicitadas.

Quando um usuário fornece uma consulta ao Google Assistente, a resposta
            é retornada na forma de um link direto para o app ou um Slice
            do Android.
Figura 3. Exemplo de fluxo de consulta do usuário em Ações no app.

Por exemplo, um usuário invoca uma Ação no app com "Ok Google, chame um táxi para o aeroporto de Guarulhos com o AppDeTransporte". O Google Assistente faz a correspondência da consulta do usuário com a intent integrada actions.intent.CREATE_TAXI_RESERVATION e extrai "aeroporto de guarulhos" como um parâmetro de intent correspondente a uma entidade do schema.org especificada em actions.xml. O Google Assistente transmite o parâmetro da intent para o fulfillment definido dessa intent integrada e, em seguida, vincula o usuário ao app com "aeroporto de guarulhos" preenchido.

Ações no app usam links diretos do Android que você já implementou no app para levar os usuários ao seu app pelo Google Assistente. Para Ações no app, também recomendamos oferecer suporte a links diretos com links de apps, que associam digitalmente URLs HTTP/HTTPS aos seus apps e sites.

Como criar Ações no app

Ações no app são criadas com base em funcionalidades já existentes no seu app Android. O processo é semelhante para cada Ação no app implementada. Ações no app levam os usuários diretamente a conteúdo específico do app usando URLs de link direto para Android, especificados por filtros de intent no manifesto do app Android.

Ao criar uma Ação no app, a primeira etapa é identificar a atividade que você quer permitir que os usuários acessem no Google Assistente. Em seguida, usando essas informações, encontre a intent integrada (BII, na sigla em inglês) mais próxima na referência de BII de Ações no app.

As intents integradas modelam algumas das formas comuns em que os usuários expressam tarefas que querem fazer usando um app ou informações que procuram. Por exemplo, BIIs existem para ações como pedir comida, reservar uma viagem e conferir o saldo da conta.

Depois de identificar a funcionalidade do app e a BII, crie um recurso actions.xml no app Android que mapeie a BII para a funcionalidade do app. Ações no app definidas em actions.xml descrevem como cada BII resolve o fulfillment, além dos parâmetros que são extraídos e fornecidos ao app.

Uma parte significativa do desenvolvimento de Ações no app é o mapeamento dos parâmetros de intents integradas aos parâmetros no fulfillment definido. Esse processo geralmente consiste em considerar como as entidades do schema.org estão relacionadas à funcionalidade no app ou em criar um inventário de identificadores para a intent integrada.

Como testar Ações no app

Durante o desenvolvimento e os testes, você pode usar a ferramenta de teste de Ações no app para criar uma prévia das suas ações no Google Assistente (para sua Conta do Google). A ferramenta de teste de Ações no app é um plug-in do Android Studio que ajuda a testar como a Ação no app processa vários parâmetros antes de enviá-la para implantação. Depois de gerar uma prévia da Ação no app na ferramenta de teste, você pode acionar uma ação no dispositivo de teste diretamente da janela da ferramenta de teste.

Próximas etapas

Siga o codelab Estender um app Android para o Google Assistente com Ações no app para tentar criar uma ação usando o app Android de exemplo.

Em seguida, pode consultar os guias para criar Ações no app. Você também pode explorar estes outros recursos relacionados: