Vender assinaturas com o Faturamento do Google Play no app

Use o Faturamento do Google Play no app para vender aos usuários acesso a conteúdos e recursos por meio de uma assinatura em um fluxo contínuo de receita.

Por que isso funciona

Quando você usa o Faturamento do Google Play no app para vender uma assinatura, o Google Play gerencia os detalhes do check-out para que seu app não precise processar as transações financeiras. O app usa o mesmo fluxo de check-out das compras de conteúdo no Google Play. Desse modo, os usuários têm uma experiência confiável e segura, com a qual estão familiarizados. O Google Play também ajuda você a atrair e reter mais clientes com opções de assinatura e recursos de gerenciamento personalizáveis.

Principais recursos

  • Frequências de faturamento flexíveis: defina seu período de faturamento como semanal, mensal, trimestral, semestral, sazonal ou anual.
  • Avaliações gratuitas: defina o período de avaliação de sua preferência e ofereça aos usuários a chance de testar seu app antes de se comprometerem com a assinatura dele.
  • Preços de lançamento: especifique um preço inicial com desconto que se aplica a determinados períodos de faturamento.
  • Preços locais: personalize o preço de acordo com cada mercado e cobre os usuários na moeda local deles.
  • Períodos de carência: permita que seus assinantes atualizem a forma de pagamento deles se um pagamento recorrente for recusado.
  • Upgrades e downgrades: adicione um recurso para que os usuários mudem de um plano para outro (por exemplo, da assinatura básica para a premium).
  • Análise de conversões: veja quais canais trazem o maior número de usuários pagantes.
  • Relatórios e painéis de faturamento: avalie quanto você está ganhando a cada mês em cada categoria de assinatura oferecida e monitore por quanto tempo os assinantes estão sendo retidos.

Práticas recomendadas

  • Demonstre o valor da assinatura antes de solicitar ao usuário que pague por ela. Por exemplo, ofereça uma avaliação gratuita para os usuários testarem o app antes de assinarem.
  • Inclua assinaturas para períodos mais curtos como semanalmente ou mensalmente, a fim de evitar os limites que algumas operadoras têm em relação ao faturamento direto. Tais limites podem fazer com que a aquisição de assinaturas mais longas (como assinaturas anuais) seja bloqueada e a receita seja perdida.
  • Incentive os usuários a fazer login antes de você solicitar que eles se inscrevam. Assim, o processo de assinatura acessará os detalhes pessoais e de pagamento deles. Desse modo, você reduz barreiras e os ajuda a avançar pelo funil de compra.

Exemplos